O futebol como ferramenta de transformação social e de vidas

História de Mimo e ação do Ceará com moradores da comunidade do Kanal demonstram a capacidade que o esporte tem para impactar positivamente na vida das pessoas

Mimo e Time do Kanal
Legenda: Mimo e Sócio para comunidade do Kanal: a prova da importância do futebol para mudar vidas
Foto: Verminosos por Futebol e Stephan Eilert/Cearasc

O futebol - assim como o esporte em geral - é uma importantíssima ferramenta de transformação social. É capaz de mudar vidas de pessoas de diversas maneiras. Neste fim de semana, duas situações me chamaram atenção especial e merecem todo destaque.

A primeira, o filme "Mimo: O Milagre de Milagres", que teve pré-estreia no último domingo (24). O documentário conta a história de Mimo, agricultor de 50 anos que perdeu uma perna após sofrer atropelamento e, mesmo amputado, voltou a jogar futebol no campeonato municipal de Milagres (CE).

Francisco Claudiomiro, o Mimo, é jogador do Cruzeirinho, equipe do B do Cruzeiro, time amador de Milagres, cidade a 480 km de Fortaleza. O curta-metragem de 23 minutos, que tem direção espetacular do jornalista Rafael Luis Azevedo, mostra uma história de luta e superação que serve como exemplo de vida para muita gente.

VEJA O TRAILER DO DOCUMENTÁRIO

A segunda foi uma iniciativa do Ceará, que criou um plano de sócios-torcedores exclusivo para os moradores da comunidade do Kanal, nos arredores de Porangabuçu. Sem custo algum, o plano feito é para todas as idades. O único critério é ser morador da comunidade do Kanal.

Mais que adotar a alcunha de "Time do Kanal", como já fez anteriormente, o Alvinegro exerce seu real papel social para gerar maior identidade, acolhimento, aproximação e, sobretudo, oferecer a oportunidade para que pessoas sem as maiores condições financeiras possam realizar o sonho de acompanhar o clube do coração de perto.

E todas as ações neste sentido devem ser valorizadas.

VEJA AÇÃO DO CEARÁ