No Brasileirão, Ceará tende a reencontrar a melhor faceta sob comando de Guto Ferreira

Há diversas formas de se jogar e ganhar no futebol. O Ceará de Guto Ferreira não dá show, mas é um time competitivo e eficiente atuando de forma reativa, postura que deverá ser adotada na maioria dos jogos da Série A

Guto Ferreira comandando o Ceará na beira do gramado
Legenda: Ceará de Guto Ferreira está invicto há sete jogos no Brasileirão
Foto: Kid Júnior

Postei há alguns dias que, sem conquistar os objetivos estabelecidos para o 1º semestre, Ceará vê crescer pressão por resposta na Copa do Brasil e Série A. E curiosamente, é exatamente no Campeonato Brasileiro que o Alvinegro tende a reencontrar a melhor faceta sob comando do técnico Guto Ferreira. Explico.

Os melhores momentos do Ceará sob comando do Gordiola foram atuando com características bem definidas: organização defensiva, boa ocupação de espaços, marcação intensa (em bloco alto por vários momentos), com muita competitividade, intensidade e aposta em transições rápidas. O time criou uma identidade.

O Ceará de Guto não faz questão de ter mais posse de bola que o adversário e nem de buscar um ataque mais posicional. Ao contrário disso, procura ataques mais diretos e objetivos. A ideia é ter o controle do jogo deixando a bola com o oponente, sem ser ameaçado, e agredir com velocidade quando rouba a bola.

Legenda: Elenco do Ceará festejou a vitória sobre o Grêmio com o técnico Guto Ferreira
Foto: Felipe Santos / Ceará SC

Em resumo, é um time que se encaixa melhor e obteve melhores resultados atuando de forma mais reativa. No Brasileirão 2020, teve menos posse de bola que os adversários em praticamente todos os jogos. E mesmo assim obteve ótimos resultados, com a melhor campanha do clube na era dos pontos corridos. E é um cenário que deverá se repetir nos jogos desta temporada.

A evoluir

Técnico Guto Ferreira, do Ceará, caminhando na beira do gramado do Castelão
Legenda: O técnico Guto Ferreira tem contrato com o Ceará até dezembro de 2021
Foto: Thiago Gadelha / SVM

Mas nem tudo é perfeito. É verdade que o Ceará até apresentou em alguns jogos certa dificuldade em ser mais propositivo, em envolver os adversários com um jogo mais construído. Isso é algo que precisa evoluir, porque em um momento ou outro, o time vai se deparar com tal situação.

Mas é um estilo. Há diversas formas de se jogar, competir e ganhar no futebol. O Ceará parece estar bem consciente do que Guto Ferreira oferece e de como esse estilo casa bem com o que o clube imagina para o principal objetivo da temporada, que é justamente a disputa da Série A.

Conseguindo manter o nível de atuação, organização, entrega coletiva e comprometimento tático que teve no Brasileirão 2020, o Ceará tende a repetir boas atuações e alcançar os objetivos no Campeonato Brasileiro.