Ceará fecha temporada com melhor posição do clube na era de pontos corridos da Série A

Triunfo por 2 a 1 sobre o Botafogo fez o Alvinegro ultrapassar a marca dos 50 pontos no Brasileirão pela primeira vez na era dos pontos corridos

ceará gol
Legenda: Saulo marcou o gol da vitória do Ceará
Foto: Kid Junior/SVM

Uma caminhada espetacular teve um desfecho à altura. O Ceará encerrou um de seus melhores anos futebolísticos com chave de ouro. A vitória por 2 a 1 sobre o Botafogo, na noite desta quinta-feira (25), foi somente a 'cereja do bolo' que teve sabor adocicado aos alvinegros ao longo de toda a temporada.

A despedida do Campeonato Brasileiro teve, ainda, a quebra de uma marca histórica. A melhor campanha do clube na era dos pontos corridos, foi também a primeira vez neste formato que o Alvinegro ultrapassou a marca de 50 pontos, chegando aos 52. 

O Ceará teve, ainda, a melhor colocação na Primeira Divisão, já que finalizou a competição em 11º lugar. Além disso, outras marcas relevantes também foram construídas, já que assegurou-se também como o melhor time nordestino na Série A do Campeonato Brasileiro 2020.

Desfecho de ouro

naressi
Legenda: Pedro Naressi marcou o primeiro gol do Vovô
Foto: Kid Junior/SVM

O desempenho na Série A coroa a temporada histórica do clube em plena pandemia, que teve ainda o bicampeonato invicto da Copa do Nordeste, a chegada nas quartas de final da Copa do Brasil (sendo o melhor nordestino na competição) e a garantia de participação pelo 4º ano seguido na Primeira Divisão do Campeonato Brasileiro, algo inédito para o futebol cearense.

Também, a classificação para a Copa Sul-Americana, assegurando que pela primeira vez em sua história, partidas oficiais fora do Brasil.

Uma temporada que teve também percalços, mas termina com grandeza e a perspectiva de que 2021 poderá ser ainda melhor. Ao torcedor, resta comemorar o momento.

O jogo

A partida contra o Botafogo acabou ficando em segundo plano por tudo que o duelo representou. Em campo, o Vovô fez o suficiente para ficar com os três pontos, mas passou longe de uma atuação brilhante. O gol de Pedro Naressi na primeira etapa seria o suficiente, não fosse o pênalti cometido por Klaus na etapa inicial, que Matheus Babi converteu.

Couba a Saulo Mineiro, no apagar das luzes, decretar o placar final. O atacante foi um dos que aproveitou a oportunidade para mostrar serviço ao técnico Guto Ferreira, assim como o lateral-esquerdo Kelvyn e os volantes Pedro Naressi e Charles.

Por outro lado, alguns nomes deixaram a desejar, como o zagueiro Klaus, o meia Wescley e o atacante Rick, que entraram no decorrer do jogo e pouco acrescentaram.

Despedida de Prass

O capítulo derradeiro da temporada alvinegra marcou, também, a despedida de um dos goleiros mais marcante do futebol brasileiro nos últimos anos. Símbolo de representatividade dos jogadores no cenário nacional e visto como diferenciado, dentro e fora de campo, Fernando Prass encerrou a carreira e anunciou aposentadoria.

Aos 42 anos, o jogador natural de Viamão, no Rio Gerande do Sul, foi revelado pelo Grêmio no fim da década de 1990 e passou pelo Francana, Vila Nova, Coritiba, Leiria (POR), Vasco e Palmeiras, vivendo suas melhores temporadas no Porco.

Antes da bola rolar, recebeu justa homenagem do clube em que sagrou-se campeão da Copa do Nordeste e realizou 52 jogos. Havia a expectativa de que ele pudesse ainda entrar no decorrer da partida, mas as despedidas ficaram mesmo fora das quatro linhas.