Análise: chances perdidas custam caro ao Ceará em derrota para o Athletico-PR

Alvinegro cria oportunidades para vencer, mas peca nas finalizações e vê adversário cirúrgico sair com os três pontos em confronto direto

Ceará cléber
Legenda: Ceará não teve bom aproveitamento ofensivo em derrota por 2 a 0 para o Furacão
Foto: Kid Junior/SVM

A oportunidade de engatar a terceira vitória consecutiva e se aproximar ainda mais do sonho da Libertadores foi substituída por uma derrota amarga. O Ceará lamentou ainda mais o revés por 2 a 0 para o Athletico-PR, na tarde deste domingo (31), pela forma como o jogo se desenhou na Arena Castelão. Uma partida em que a vitória esteve acessível ao Alvinegro, e teria sido conquistada se houvesse maior capricho nas finalizações.

Ouça o podcast 'CearáCast'

Em um duelo equilibrado entre dois times que ocupam a mesma faixa na tabela, a partida passou longe de ser brilhante, mas o Ceará foi a equipe que criou mais chances. Entretanto, um dos pontos mais fortes do Alvinegro no Brasileirão, que é o ataque (o Vovô é o 5º time que mais fez gols na competição) deixou a desejar.

O Alvinegro pecou bastante no momento de definir, tanto nas finalizações (foram 9 ao todo, sendo somente duas na direção do gol) como na tomada de decisão no último toque, desperdiçando a conexão de várias jogadas promissoras no ataque.

Pouca inspiração

Dos homens de frente, Lima foi o único que esteve mais inspirado, armando três boas ofensivas, mas que terminaram sem desfecho positivo. Léo Chú e Cléber não fizeram bom jogo, enquanto Vina até levou perigo quando apareceu, mas esteve bem marcado e foi discreto, sendo menos participativo que nos últimos jogos.

Samuel Xavier e Alyson não apoiaram com a qualidade necessária e, embora o cenário se desenhasse para um caminho que o Alvinegro tem se dado bem, com espaços para contra-atacar.

Acontece que o Ceará, que tem sido tão cirúrgico ao longo de todo o Brasileirão, viu o feitiço virar contra o feiticeiro. Longe de fazer uma partida convincente, o Furacão foi efetivo após brilhar a estrela do atacante Carlos Eduardo, que saiu do banco de reservas para marcar os dois gols.

O primeiro, em falha do Vovô. Alyson tinha a bola dominada para ligar contra-ataque, mas errou o passe que originou a jogada do primeiro gol paranaense. O segundo, em grande jogada individual concluída com categoria, em belo gol.

Lima Ceará
Legenda: O meia Lima foi a principal peça ofensiva do Ceará na partida
Foto: Kid Junior/SVM

Situação de tabela

Além de desperdiçar a chance de chegar aos 48 pontos e se aproximar ainda mais do G-7, o Ceará perdeu uma colocação ao ser ultrapassado pelo próprio Athletico-PR, deixando de fazer parte do G-8 do Brasileirão e com a possibilidade de perder outras posições dependendo do resultado entre Santos x Corinthians (o jogo foi adiado para o dia 17 de fevereiro, e as duas equipes possuem 45 pontos).

O resultado fez com que o aproveitamento do Ceará como mandante ficasse inferior a 50%. EM 17 jogos disputados, foram seis vitórias, cinco empates e seis derrotas, com 45,1% de aproveitamento. É o 5º pior desempenho como mandante entre os 20 times da competição.