Análise: Fortaleza é efetivo em vitória no Clássico-Rei; Ceará sente falta do elenco 100%

O time tricolor venceu o duelo na Arena Castelão, neste sábado (15), pelo Campeonato Cearense

Elenco do Fortaleza comemora gol no Ceará
Legenda: O Fortaleza conseguiu um gol em cada tempo e venceu na Arena Castelão
Foto: Kid Júnior / SVM

O Fortaleza venceu o Clássico-Rei deste sábado (15). A rivalidade centenária é marcada por equilíbrio, mas as estratégias também ditam o resultado final: o Tricolor esteve mais preparado e construiu o placar de 2 a 0 com méritos, apesar da pressão do Ceará no 2º tempo.

É fato: a única competição presente no calendário tricolor é Estadual, há obrigação no desempenho. E o Vovô, que atuou com o Sub-23 nas rodadas anteriores, tentou ser competitivo sem força máxima - elemento com o qual o time de Juan Pablo Vojvoda não tem culpa, nem responsabilidade.

Atletas de Ceará e Fortaleza disputam bola
Legenda: O Fortaleza levou a melhor no Clássico-Rei usando força máxima
Foto: Kid Júnior / SVM

Por isso, um triunfo ao plantel com melhor definição dos objetivos na partida. No início, administração da posse, organização ofensiva e volume até o gol de David, aos 39. Na volta do intervalo, a escapada em velocidade premiada com o desvio de Jordan em chute de Jussa aos 9.

Organização tricolor

O Fortaleza iniciou buscando assumir as rédeas do jogo no início. Apesar da manutenção do esquema 4-3-3, a intensidade era diferente: maior aceleração pelo meio, compactação na defesa e investidas com muitos atletas, povoando a grande área adversária.

Mendoza finaliza no Clássico-Rei
Legenda: O Ceará criou pouco no sistema ofensivo durante o Clássico-Rei
Foto: Kid Júnior / SVM

O Ceará escolheu esperar: manteve as linhas no círculo central e pressionou com todos, inclusive os atacantes. Na estratégia de 2020, vitoriosa, o roteiro estava traçado, mas não havia maior organização ofensiva para criar: Cléber ficou isolado.

No duelo, o aspecto leonino conseguiu se sobrepor. E mesmo com produção escassa, o Vovô não conseguiu responder: o contra-ataque vazio sequer chegou em Felipe Alves. Assim, David surgiu nas costas de Messias para finalizar de primeira e ser efetivo: 1x0 com méritos. 

Pressão x compactação

As propostas se inverteram no 2º tempo: o Ceará tinha de buscar o empate. Assim o fez durante toda a etapa, inicialmente com bolas alçadas na área, depois com chutes de fora. E a cada minuto se tornou mais latente a pressão pelo vigor físico não era suficiente.

Atletas de Ceará e Fortaleza disputam a bola
Legenda: Com o placar favorável, o Fortaleza se fechou e dificultou as investidas alvinegras
Foto: Kid Júnior / SVM

Do lado tricolor, o time teve muita compactação. O golpe de sorte aos 9, com Jussa, selou uma vitória ainda cara. O time venceu pelo alto, bloqueou as principais chances no meio-campo e, assim, o sistema defensivo superou o baixo repertório alvinegro.

Mais uma vez, o esquema teve vantagem, isso acentuado por grandes exibições individuais como a do zagueiro Benevenuto. Sim, o time deixou de produzir ofensivamente, mas o placar já estava do outro lado.

Vojvoda conheceu o Clássico-Rei e venceu. Guto tentou sem o 100% e terminou cansando o time principal para uma sequência decisiva pela frente na Copa Sul-Americana.

Ficha técnica

Ceará 0x2 Fortaleza

Competição: Campeonato Cearense - 6ª rodada
Data: 15/05/2021
Horário: 16h
Local: Arena Castelão, em Fortaleza/CE
Gols: David aos 37´/1º T (0-1), Jussa aos 9´/2º T (0-2)
Cartões amarelos: Jordan (C), Benevenuto (F), Blanco (F) e Robson (F)

Ceará: Richard, Gabriel Dias, Messias, Jordan e Bruno Pacheco; Fernando Sobral (Yony), Charles (Oliveira) e Marlon; Mendoza (Rick), Lima (Jorginho) e Cléber (Saulo). Técnico: Guto Ferreira.

Fortaleza: Felipe Alves; Tinga, Benevenuto, Titi e Bruno Melo; Éderson, Jussa (Ronald) e Matheus Vargas (Blanco); Robson, David (Pikachu) e Wellington Paulista (Osvaldo). Técnico: Juan Pablo Vojvoda.