Fator financeiro não será problema para Raffael defender o Ceará: "só não iria se não me quisessem"

Ídolo no futebol alemão, o atleta está livre no mercado e reforçou o desejo de atuar pelo clube de coração

Raffael
Legenda: Aos 35 anos, o Raffael é ídolo no Borussia Mönchengladbach, onde marcou mais de 70 gols
Foto: AFP

O namoro entre Raffael e o Ceará é antigo, mas pode virar casamento em breve. Pelo menos foi o que ficou bem perceptível após entrevista do jogador cearense ao programa Debate Jogada, do Sistema Verdes Mares. Raffael, que está livre no mercado após encerramento de contrato com o Borussia Mönchengladbach, reforçou novamente a vontade de defender o clube do coração.

"Desejo, tenho. Sempre tive. Nos últimos anos vem crescendo, e esse momento pode ser adequado pra acontecer. Mas não tenho nada concreto, e a minha prioridade agora é minha família, resolver tudo aqui, as minhas coisas, para que eu possa estar livre e apto a enfrentar mais um novo desafio. Se for pra vir esse desafio de vestir a camisa do Vozão, vou ficar muito, muito, muito feliz", disse.

O meia-atacante, que trilhou carreira toda no exterior, afirmou ainda que só não vestirá a camisa do Alvinegro se o clube não tiver interesse em sua contratação.

"Eu só não iria pro Ceará se o Ceará não me quisesse, não tivesse o interesse. Se me falassem que tem um elenco muito forte, eu iria entender. Eu sou torcedor e sei, conheço as características de cada jogador, hoje eu também posso afirmar que é um elenco muito forte. Mas tenho preferência total pelo Ceará. Se o Ceará dissesse que não, iria para outro clube. Com relação ao tempo de contrato, eu preferiria de seis, sete, oito meses de contrato, pra ver o meu desempenho, como eu iria me adaptar nesse novo estilo. Eu acharia mesmo viável esse tipo de contrato", garantiu.

Raffael deixou claro que o fator financeiro não será determinante para a escolha.

"Acho que isso não vai contar, no momento que eu tô vivendo agora. Pelas condições que eu me encontro, esse fator não é o principal. O principal vai ser eu estar feliz e jogar, em um canto que eu me divirta. Isso eu já até comentei com pessoas próximas a mim, que não seria um problema. Principalmente pela situação que vive o país e todos os clubes. Hoje mesmo eu fiquei sabendo que o Schalke 04, clube aqui da Alemanha, equipe de tradição e riquíssima, encontra-se em uma situação delicada, quase falindo por conta da pandemia, e isso o jogador tem que entender. Tem que entender que o momento não é dos melhores em todo o mundo. Aqui no Borussia tivemos que abrir mão de uma parte do salário, e eu sei muito bem disso. No Brasil, a situação é mais delicada, e eu tenho extrema consciência do quanto é difícil".

Powered by RedCircle

Raffael ainda finalizou mandando um recado aos torcedores alvinegros.

"Queria deixar um recado à torcida do Vozão. Obrigado por todo o carinho. Da minha parte, vou fazer de tudo pra conseguir esse desejo de vestir essa camisa, e espero muito que em breve isso possa acontecer".

VEJA ENTREVISTA COMPLETA COM RAFFAEL NO DEBATE JOGADA


Assuntos Relacionados