Acusados de matar Marielle podem fazer delação premiada, diz governador do Rio

O governador classificou o caso como um "crime bárbaro", agravado pelo fato da vereadora ter sido assassinada enquanto exercia o mandato