Agricultor carrega corpo da mãe em carrinho de mão para cemitério no Rio Grande do Norte

Polícia afirma que "aparentemente" não houve dolo por parte do homem

homem transporta corpo da mãe
Legenda: As causas da morte ainda não foram confirmadas pela polícia
Foto: Reprodulçaio

Um agricultor transportou o corpo da própria mãe por cerca de cinco quilômetros para ser sepultado, na manhã desta quinta-feira (21) no cemitério de Vera Cruz, no Agreste do Rio Grande do Norte. 

Segundo a Guarda Municipal, Antonia Alves da Silva, de 82 anos, faleceu na tarde dessa quarta (20), no distrito de Olha D'água, que fica na zona rural de Monte Alegre. 

O homem teria decidido carregar o corpo da mãe ao cemitério. A Polícia Militar acredita que ele teve essa conduta por não saber o que fazer após a morte da idosa.

Destino do corpo será definido

Segundo o G1, a Polícia Civil ainda definirá se o corpo será recolhido para perícia ou se passará por exames no Serviço de Verificação de óbitos para definição da causa da morte.

"Aparentemente, não houve dolo por parte do filho. Seriam pessoas sem esclarecimento e orientação das medidas a serem adotadas no caso", informou o major Carlos Alberto da Silva.