PIS/Pasep 2022: quando começa o calendário, quem tem direito e como sacar?

Calendário será diferente em 2022, após decisão de adiar datas de 2021

PIS/Pasep aplicativo
Legenda: Benefício tem valor máximo de um salário mínimo
Foto: Shutterstock

O calendário de pagamentos do abono salarial do PIS/Pasep 2022 tem início previsto para janeiro do próximo ano.

O cronograma oficial ainda não foi divulgado, mas o formato será diferente do habitual por conta da decisão do Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat) de adiar os pagamentos anteriormente previstos para o segundo semestre de 2021.

Historicamente, o dinheiro era liberado no segundo semestre e seguia durante o primeiro semestre do ano subsequente.

Com a mudança, o calendário 2022, ano-base 2020, será aberto no início do ano, o que ainda gera dúvidas nos trabalhadores.

Ainda é possível sacar em 2021?

Não. A temporada 2020-2021 de pagamentos foi concluída em 30 de junho, mas quem não sacou o dinheiro ainda poderá fazê-lo no próximo ano. Isso porque os beneficiários têm direito a retirar os recursos durante um prazo de 5 anos, desde que dentro dos cronogramas vigentes.

Quando começam os pagamentos?

Em janeiro de 2022. O calendário oficial com todas as datas ainda será divulgado.

Quem tem direito ao PIS/Pasep?

Quem recebeu, em média, até dois salários mínimos por mês com carteira assinada (CLT) e trabalhou por, pelo menos, 30 dias, no ano anterior ao pagamento.

Outro requisito é estar inscrito no PIS-Pasep há pelo menos cinco anos, com informações atualizadas pelos empregadores na Relação Anual de Informações Sociais (Rais).

Qual é o valor?

O valor máximo é de um salário mínimo (hoje, R$ 1.100). Caso o trabalhador não tenha exercido atividade por 12 meses, é paga uma quantia proporcional ao período trabalhado.

Como sacar

O abono do PIS pode ser recebido em qualquer agência da Caixa. Trabalhador deve estar munido de documento de identificação com foto.

Com o Cartão do Cidadão, o dinheiro pode ser sacado em caixas eletrônicos e lotéricas.

Quanto ao Pasep, os servidores públicos devem procurar uma agência do Banco do Brasil e apresentar um documento de identificação.

Qual a diferença entre PIS e Pasep?

No caso do PIS, destinado a trabalhadores da iniciativa privada, os calendários seguem o mês de nascimento dos beneficiários. Já no Pasep, pago a servidores públicos, é usado o número final da inscrição.

Outra diferença diz respeito às entidades pagadoras: Caixa para o PIS e Banco do Brasil para o Pasep.

Como consultar o PIS pelo CPF?

  • Acesse o portal Meu INSS
  • Entrar com gov.br;
  • Digite o CPF e clique em Continuar;
  • Insira a senha;
  • Na página inicial, clique em “Meu cadastro” e veja o número do PIS


Assuntos Relacionados