Gasolina já fica mais cara nos postos amanhã? Entenda processo

Reajuste afeta imediatamente as distribuidoras, mas postos com estoque baixo podem aumentar preços já nesta sexta-feira (11)

Gasolina
Legenda: Crateús figura entre as cidades do Brasil com a gasolina mais cara
Foto: Shutterstock

O aumento estrondoso de quase 19% no preço da gasolina e de 25% no diesel, aplicado pela Petrobras nas refinarias nesta quinta-feira (10), deve começar a chegar em alguns postos já na sexta-feira (11).

O consultor em petróleo e gás, Bruno Iughetti, explica à Coluna que o repasse ao consumidor final dependerá do estoque de combustíveis e da estratégia comercial de cada posto.

"Com certeza, vai haver casos de postos que já vão aumentar os preços amanhã, principalmente aqueles que estejam com estoque muito baixo. Já outros vão optar por segurar os valores por algum tempo como estratégia comercial", detalha o especialista.

De forma geral, os efeitos serão sentidos pelos motoristas em, no máximo, uma semana.

Nesta quinta-feira, não há motivos plausíveis para aumentos, uma vez que o reajuste da Petrobras às refinarias vale apenas a partir de amanhã.

Portanto, o novo aumento deve gerar uma corrida de motoristas aos postos para garantir os preços antes da atualização.

Como funciona o repasse de preços?

Iughetti esclarece que, após a Petrobras reajustar o preço nas refinarias, imediatamente estas começam a repassar às distribuidoras. O próximo passo é o transporte desses combustíveis em caminhões-tanques para os postos, que então definem o preço para o consumidor final. Todo esse processo leva até uma semana.

Os combustíveis dos postos cearenses, conforme Iughetti, vêm principalmente da Bahia e de São Paulo e há ainda os produtos que são importados.

Como estão os preços hoje e como devem ficar?

Conforme a ANP (Agência Nacional do Petróleo), o preço médio da gasolina no Ceará está em R$ 6,54. Já nos próximos dias, esses valores devem subir de forma acentuada, podendo ultrapassar a casa de R$ 8,00 na média. Já nas máximas — considerando que hoje, há cidades no interior com o litro acima de R$ 7,00, como Itapipoca — é factível projetar o litro da gasolina a R$ 9, principalmente no interior do Estado.



Assuntos Relacionados