Fiec se movimenta em Brasília contra aumento de juros do FNE

Entidade defende saúde financeira das empresas e pede maior previsibilidade nas taxas de juros

Ricardo Cavalcante
Legenda: Ricardo Cavalcante reúne-se com outros representantes da indústria e senadores
Foto: Divulgação

O presidente da Fiec (Federação das Indústrias do Ceará) e da Associação Nordeste Forte, Ricardo Cavalcante, está em Brasília articulando melhores condições para os empréstimos do FNE (Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste), FCO e FNO.

Ao lado de líderes industriais de outros estados, Cavalcante reúne-se hoje (2) com os senadores Nelsinho Trad (PSD), Vanderlan Cardoso (PSD), Carlos Fávaro (PSD), Jayme Campos (DEM) e Izalci Lucas (PSDB). 

Entre as propostas dialogadas, estão:

  • Previsão de juros pré e pós-fixados
  • Possibilidade de migração dos empresários entre os regimes
  • Maior previsibilidade e estabilidade na taxa de juros dos fundos.

 

"A ação se faz de extrema importância para evitar a inadimplência e falência de indústrias, aumento no desemprego e na desigualdade social do país", aponta a Fiec.

Ricardo Cavalcante também esteve com o ministro Rogério Marinho (Desenvolvimento Regional), com quem debateu a regulamentação da MP 1016/2020, que versa sobre a renegociação de dívidas do FNE.



Assuntos Relacionados