Empresários sugerem plebiscito para resolver litígio entre Ceará e Piauí

Assunto foi debatido entre empresários do comércio e a governadora Izolda Cela

Divisa entre Ceará e Piauí
Legenda: Disputa territorial entre Ceará e Piauí se arrasta há anos
Foto: Cid Barbosa

Representantes do comércio cearense propuseram à governadora Izolda Cela a realização de um plebiscito para sanar a disputa territorial entre Ceará e Piauí.

O assunto foi um dos temas debatidos em encontro da chefe do Executivo estadual com empresários do varejo, ontem (24), na sede da CDL Fortaleza (Câmara de Dirigentes Lojistas).

"O que nós sugerimos é que haja um plebiscito, dando um direcionamento que atenda à população", disse Assis Cavalcante, presidente da CDL.

De acordo com ele, a governadora demonstrou zelo ao dialogar com o Supremo Tribunal Federal (STF) sobre o tema. "É importante chegar a uma decisão que seja a melhor para a população que lá vive", pontuou Assis.

Repercussões

O posicionamento do comércio reforça a participação do setor empresarial no polêmico tema. Nos últimos dias, o assunto ganhou relevo no mundo político, sendo repercutido pela governadora e por deputados cearenses.

A secular disputa territorial entre o Ceará e o Piauí, alvo de STF, pode ter extenso impacto no território cearense — caso o estado vizinho obtenha vitória. Além do território e da população afetadas, equipamentos públicos, áreas de produção, estradas e até mesmo recursos hídricos podem ser perdidos pelo Ceará. 

Pelo menos 13 municípios cearenses fazem parte da área de litígio — a maior parte localizada na região da Serra da Ibiapaba.



Assuntos Relacionados