Complexo solar de R$ 3 bilhões vai gerar 1.500 empregos no interior do Ceará

Megaprojeto de energia solar deve ter pontapé inicial das obras em janeiro de 2024

Foto: Shutterstock
Página patrocinada por:

Sobral e Santana do Aracaú receberão um dos maiores investimentos em energia solar da história do Ceará. A empresa Cúbico Sustainable Investments aportará R$ 3 bilhões na construção do Complexo Fotovoltaico Sobral, a ser erguido nas regiões rurais das duas cidades.

A previsão é que sejam criados 1.500 empregos no pico da construção do empreendimento, que concentrará 21 usinas fotovoltaicas distribuídas em 15 propriedades rurais, em uma área total de quase 4 mil hectares. A potência instalada será de 1,1 GWp,  conectada à Subestação SE Sobral III – Chesf.

Mais de 1,6 milhão de módulos fotovoltaicos serão instalados no complexo, além de 294 inversores.

O cronograma estima para janeiro de 2024 o início das obras, que deverão ser concluídas no fim de 2026.

Licença ambiental

No fim do mês passado, a Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace) conduziu audiência pública para apresentação do Estudo de Impacto Ambiental (EIA/Rima) do projeto. A reunião contou com representantes da Semace (Secretaria do Meio Ambiente do Ceará), do Ministério Público do Ceará, das prefeituras e da empresa HL Soluções, responsável pelo estudo do empreendimento, além de integrantes da sociedade civil.

"Estar à frente do licenciamento desse mega projeto de energia fotovoltaica, em Sobral e Santana do Acaraú, desenvolvido pela ZEG, a ser instalado e operado pela Cúbico, é um alinhamento importante com o nosso propósito no mercado, principalmente pela sua representatividade para o nosso Ceará, protagonista na transição energética nacional e global", comenta Laiz Hérida, CEO da HL Soluções Ambientais.

A audiência pública é uma das fases do processo para a obtenção da Licença Prévia, que aprova a localização do empreendimento. Após a apresentação dos estudos, eles serão submetidos à análise do Conselho Estadual do Meio Ambiente (Coema) para a autorização e emissão da licença pela Semace.

 

 

 



Assuntos Relacionados