Com R$ 1 bi sob gestão, empresa de private equity chega a Fortaleza

Chegada de mais um escritório mostra aquecimento do mercado de investimentos no Ceará

Foto: Shutterstock

Modalidades fortes no Sul e Sudeste, private equity e venture capital — investimentos em empresas de capital fechado, ou seja, sem ações na Bolsa — começam a ganhar força no Nordeste. É nesse contexto que a DXA Invest chega a Fortaleza. O escritório da empresa na cidade é o primeiro do Nordeste.

A companhia possui, atualmente, mais de R$ 1 bilhão em ativos sob gestão. O foco é em pequenas e médias empresas, que costumam passar despercebidas por outros fundos, e têm potencial de retornos financeiros.

“O Nordeste tem muito potencial a ser explorado, tanto por investidores, quanto pelas empresas, com alta propensão para crescimento. Estamos chegando na região para ampliar o leque de opções de investidores com essa classe de ativos, entre as principais geradoras de riquezas no mundo”, afirma Oscar Decotelli, CEO da DXA Invest.

Segundo ele, Fortaleza foi escolhida por ser uma das cidades que mais crescem no Brasil.

No private equity e venture capital, o investidor aplica diretamente em empresas de capital fechado, com potencial de crescimento a médio e longo prazo, buscando lucrar com uma futura venda. 

Outra característica é a possibilidade de aumentar o valor da empresa a partir do capital aplicado. Os gestores do fundo podem apoiar a empresa também na gestão do negócio, proporcionando crescimento de vendas, lucratividade, expansão de área de atuação, entre outros benefícios. 



Assuntos Relacionados