Somando sonhos, competências e potências das favelas

preto zezé, kondzilla
Legenda: A filosofia da favela é somar todas as nossas diferenças e produzir esse caldeirão de criatividades
Foto: Arquivo pessoal

Quando se fala em favelas, as pessoas geralmente imaginam que somos todos iguais no pensamento, no agir e no comportamento. Além de preconceituoso - no sentido de ter um conceito antecipado -, esse olhar impede que as pessoas percebam que a potência da favela está na sua diversidade.
 
Nas favelas, habitam, pessoas com várias habilidades, o que faz deste território um ambiente potente e o inverso de carente, como costumam nos definir. Somos tão inventivos que, mesmo dentro de uma REALIDADE DESIGUAL, na favela, irradiamos força, criatividade, emoção e brilho. Fora dela, por onde andamos, carregamos suas lições, seus aprendizados, as batalhas, as quedas, as derrotas e as vitórias.


 
A filosofia da favela é somar todas as nossas diferenças e produzir esse caldeirão de criatividades e soluções, para suplantar as adversidades e transformar dificuldades em oportunidades.
 
Os acadêmicos e burocratas do asfalto, muitas vezes, criam termos para poder se apropriar do que a favela cria. Exemplos não faltam, o empreendedorismo é o mais novo popular entre eles. Entretanto, a favela empreende - uma vez que existe uma capacidade nata de reinvenção - como no famoso jargão "Se vira nos 30”, mas, na linguagem de ONDE VIEMOS, o mais adequado a essa realidade é o “se vira desde sempre".
 
Contudo, não irei falar das outras teses, teorias e saberes que criamos e sobre o academicismo criado pelo branco do asfalto, que se apropria desse saber, como se a favela fosse um laboratório, eles os cientistas, e NÓS os favelados os camundongos.
 
A conversa de hoje é sobre essa nova junção de inteligências no mundo dos negócios oriundo das favelas.
 

É nesse cenário que NASCE a parceria Cufa + Vetinflix + Kondzilla que vem para dar visibilidade aos projetos das favelas e fazer o mês de setembro começar para nós como uma nova página sendo escrita. Esse acontecimento nos enche de orgulho, plenitude, e nos dá uma vontade enorme de transformar o mundo a partir do nosso olhar, do nosso sentimento e da nossa ambição; algo que, muitas vezes, para o povo da favela é negado ou colocado como coadjuvante da sua própria história.
 
Essa parceria não é sobre revanche. A conexão da Cufa + Vetinflix + Kondzilla é um ritual de partilha e fortalecimento mútuo. E é com os sonhos e realizações do Kondzilla - que revolucionou para sempre o mundo do entretenimento, comunicação e cinema -  e a expertise, reputação e credibilidade da CUFA Ceará, associados a garra, criatividade, inovação e ousadia da Vetinflix, que afirmamos: estamos no jogo; e se sozinhos, cada um na sua própria caminhada, já tínhamos a nossa importância, imagine onde chegaremos juntos, somando saberes e compartilhando progressos.
 
Esse texto é o registro do início de uma história que conecta São Paulo e Ceará num mesmo dialeto: o Favelês! Cuida na fuga, que “vai ser sal”; a favela vencendo nas ruas, nas telas, nos becos, no asfalto e nos negócios. Sejam bem-vindos!

*Esse texto reflete, exclusivamente, a opinião do autor.