Mano Brown em formato podcast

Mano
Legenda: Podcast estreou semana passada

“Mano a Mano” é o nome do podcast do rapper Mano Brown, líder dos Racionais MC 's, que estreou no dia 26 de agosto na plataforma Spotify Brasil, na categoria sociedade e cultura. Tendo colaboração histórica por meio da música para a formação da identidade preta, agora teremos mais um espaço com Brown, trazendo temas variados que prometem muita reflexão e cultura.

MB - como carinhosamente é chamado Mano Brown - convidou para a estreia do podcast a cantora e rapper Karol Conká, destaque da última edição do programa Big Brother Brasil pelo recorde de rejeição do público. Durante o programa de podcast, Brown abordou a participação polêmica de Karol em uma conversa que durou cerca de uma hora.

A resenha dos dois foi além do reality e do rapper, tocando em pautas sensíveis como a relação familiar, as sequelas do racismo no ambiente escolar e na vida dos jovens pretos brasileiros, a relação com a carreira, a cultura do cancelamento e do autoconhecimento, o olhar da mulher negra pela humanidade, o colorismo e muito mais; tudo isso com maestria e coragem.

Segundo MB, o podcast também é uma forma de trazer diversidade de pensamentos, sem repressão, com convidados amados ou odiados pelo público. Ouvir esse podcast é a oportunidade perfeita dos admiradores e curiosos terem acesso a Brown e outros personagens, para além de suas facetas artísticas, câmeras e bastidores.

Para os próximos programas, o público irá conferir entrevistas com convidados ilustres como o técnico Wanderley Luxemburgo, o médico Dráuzio Varella e o vereador Fernando Holiday, do Partido Novo.

Em conversa durante a produção do podcast, Brown me adiantou que o programa será um espaço de diversidade, sem preocupação com consensos ou aceitações e unanimidades, como o próprio resumiu: “A proposta, Zezé, é promover um lugar sem zona de conforto, de debates e troca de ideias distintas”, afirmou.

Por isso, acho que vale a pena o público conferir esse e os episódios que irão ao ar toda quinta-feira, em um ambiente diverso, com respeito e descontração, onde Brown traz a diferença como virtude e um debate de maneira fraterna, não menos intenso, e super interessante. Sintoniza lá, ouça e curta sem moderação.

*Esse texto reflete, exclusivamente, a opinião do autor.