Casa organizada em 2020: como começar

Quando a vida parece meio bagunçada, é possível que algum cômodo do lar ou a casa inteira também estejam. Se a meta para 2020 é colocar ordem na vida e nos espaços onde você convive, confira dicas.

casa organizada

Manter uma rotina de organização traz muitos benefícios, como qualidade de vida e de tempo, produtividade e diminuição do estresse. “E paz, muita paz”, completa Willy Neves, personal organizer. “A bagunça é inevitável, afinal, somos seres humanos em movimento. Só não devemos deixar o caos da desordem se instalar”, afirma. Mas existe uma sutil diferença entre arrumar e organizar. “Quando arrumamos, estamos cuidando da estética, deixando o ambiente mais bonito e agradável. É o famoso ‘esconder a sujeira debaixo do tapete’. Arrumar é uma saída rápida para resolver uma bagunça momentânea”, explica Willy Neves.

Já a organização, esclarece, é o ato de dispor os objetos em certos espaços de forma funcional e lógica. “Definimos um local para cada coisa, para que fique prático de encontrá-lo quando precisarmos. Arrumar é colocar o objeto em um lugar qualquer. Organizar é colocar um objeto em um local funcional. É categorizar, facilitando que você o encontre quando necessitar”, diferencia a profissional. Ou seja, um lugar pode estar arrumado, mas não necessariamente organizado.

Como começar

Diante de um cenário de bagunça, como começar a colocar as coisas em ordem? A profissional sugere fazer um planejamento primeiro. “Faça uma lista do que você precisa organizar e defina por onde deseja iniciar. Calcule o tempo que você dispõe e precisará para organizar o que planejou. Se tem pouco tempo, inicie com uma simples gaveta, então, à medida que for vendo o resultado, se sentirá motivado a organizar mais gavetas”, indica. A primeira etapa da organização é a triagem seguida de descarte. Retire tudo aquilo com que você não se identifica mais, que está velho, não cabe mais, está quebrado (e que não tem mais conserto ou não vale a pena consertar). “Após a triagem, retire tudo do espaço que está sendo organizado e faça uma limpeza. Em seguida, vá para a terceira etapa que é setorizar”, afirma Willy Neves.

Willy Neves
Willy Neves: “Arrumar é colocar o objeto em um lugar qualquer. Organizar é colocar um objeto em um local funcional".

Segundo a personal organizer, nesta fase, você deve categorizar os objetos de acordo com o setor. Por exemplo, o setor fitness pode ter categorias como, tops, shorts, leggings e blusas dryfit. No setor de roupas íntimas, pode ter categorias como, calcinhas, cuecas, sutiãs e camisolas. “Sugiro sempre deixar peças similares ou da mesma família juntos ou próximos”, ensina Willy Neves.

A etapa seguinte é a identificação, que pode ser feita com etiquetas para melhor visualização e memorização de onde os objetos estão. “A manutenção é a última etapa. E, para isso, disciplina e perseverança são fundamentais. Muitas pessoas comentam comigo que vivem organizando suas casas, mas logo elas voltam a ficar bagunçadas”, observa a profissional. Como pontua, Willy Neves, dois hábitos atrapalham a manutenção do espaço organizado: o de não se desfazer de nada, ou seja, guardar tudo que se compra, que de ganha e que acaba se tornando tralha com o tempo; e o hábito de não ter um lugar fixo para guardar cada objeto. “Cada coisa deve ter o seu lugar para ‘morar’. Tudo o que for retirado deve voltar para a sua ‘casinha’”, ilustra.

Personal Organizer

Quando o trabalho de organização parece ser mais desafiador do que se imagina, o auxílio de uma personal organizer otimiza o tempo e dá resultados. “Através de processos, técnicas, lógicas e bom senso, a profissional leva soluções personalizadas para dar fim ao caos instalado na desordem, proporcionando ao cliente uma harmonia, funcionalidade, praticidade e otimização de espaço, deixando-o livre para usufruir as boas coisas da vida, como curtir bons momentos em família, ler um livro, viajar, assistir a um filme e outros prazeres mais”, argumenta.

Casa organizada não só permite ter mais tempo para o que importa, como se reflete no estado emocional. “A desorganização interna reflete na externa (casa, trabalho, finanças, relacionamentos). Decida descartar sentimentos, pensamentos, roupas que não usa, não cabe, que te fazem mal, objetos quebrados e abra espaço para novas coisas, novos espaços, novas energias. Afinal, a casa reflete nosso momento de vida, nossa bagagem e nossos valores. É uma extensão de nós. Por uma vida mais leve, saudável e organizada!”, finalizaWilly Neves.