Atração de talentos

Conheça mais a respeito do trabalho dos headhunters e como ter seu talento  detectado por um deles.

Encontrar uma vaga de emprego pode ser uma tarefa desafiadora para muitos desempregados. Por outro lado, achar um profissional com um perfil qualificado para determinada função também é um desafio para muitas empresas. Para unir profissional e organização, algumas vezes é necessário o trabalho do headhunter, ou “caça cabeça”. “O headhunter procura o profissional com o perfil solicitado pela empresa, realizando uma busca ativa, por meio de networking, rede de contatos, interações com outros profissionais e abordagens de profissionais que possivelmente já tenham desempenhado as atividades que o contratante solicita”, explica Carlos Mororó, headhunter e Sócio Diretor da Camarmo Consultoria. Conheça mais a respeito do trabalho desses profissionais e como ter seu talento  detectado por um deles.

Busca assertiva

Em geral, quem busca o serviço do headhunter são organizações privadas cujo objetivo é preencher uma posição de forma mais rápida e assertiva. Ele pode atuar tanto como autônomo, como funcionário de uma empresa. “Nas organizações, normalmente, este profissional é o responsável pela área de atração de talentos, mas hoje muitos profissionais oriundos do mercado de trabalho e com muitas ‘conexões’ estão atuando como headhunter”, observa Carlos Mororó.

Uma vez recebida a demanda de recrutamento, o headhunter avalia qual é a melhor fonte para encontrar o profissional desejado. Essa busca pode ser feita em anúncio de vagas nas redes sociais e grupos de empregos, por contato com grupos de networking, ou telefonando para colegas que podem conhecer profissionais com o perfil que ele está buscando. Quando o headhunter encontra o candidato perfeito para a vaga, faz o contato convidando-o para participar do processo seletivo. “Se aceitar, será
feita uma boa entrevista com foco em competências, para identificar se aquele profissional realmente possui as competências necessárias solicitadas pelo cliente”, explica Carlos Mororó.

Na maioria das vezes, o headhunter busca pelo menos três profissionais que estejam de acordo com o perfil e, após essas etapas, são apresentados para a empresa entrevistar e selecionar o que será aprovado para a posição. “Um bom headhunter é o profissional que consegue recrutar e selecionar candidatos de forma assertiva e respeitosa. Ele não avalia apenas as competências técnicas. Consegue identificar também se os valores daquele profissional estão aderentes aos valores da organização para a qual ele está participando do processo e se aquele profissional também estará escolhendo aquela organização”, analisa.

Formação

Para se tornar um headhunter não é necessário ter uma formação específica, explica Carlos Mororó. “Mas é importante que o profissional tenha conhecimento sobre avaliação de perfil comportamental e competência em entrevistas com foco em seleção do profissional adequado após ter identificado e realizado a proposta”, reforça. O especialista salienta ainda a importância do headhunter ser um profissional atualizado, que goste de estudar sobre o meio que atua e que fale uma segunda língua. “Acima de qualquer coisa, um headhunter é um profissional que trabalha com oportunidades e pessoas. Ele ajuda as empresas a encontrar o profissional que elas buscam e os profissionais a serem encontrados por essas oportunidades.

Tudo isso tem que ser realizado de forma muito profissional e respeitosa, avaliando bem as propostas e sempre se preocupando que o participante do processo seletivo esteja ciente de todas as fases, pois trabalhamos com expectativas de pessoas”, finaliza.

Dica do Headhunter

Para os profissionais que estão em busca de emprego, Carlos Mororó ensina como ser encontrado pelos caçadores de talento. “É muito importante que os profissionais estejam ativos em conexões com outros profissionais. Participar de eventos relacionados à sua área de atuação, sempre se disponibilizar a conhecer outras pessoas, trocar cartões, participar de grupos de WhatsApp com profissionais e assuntos pertinentes às suas áreas e manter a sua rede social profissional Linkedin atualizada, sendo visitada e com interações. Ser ativo nos grupos e redes sociais profissionais vai gerar visibilidade para os perfis e facilidade em ser identificado por um headhunter”, recomenda.


Categorias Relacionadas