Maioria dos deputados cearenses votou contra regulamentação do homeschooling; veja como votaram

Dos 15 parlamentares federais do Estado que participaram da votação, 14 rejeitaram a proposta

Câmara dos Deputados
Legenda: Bancada cearense votou, majoritariamente, contra a aprovação do texto-base do projeto que regulamenta o homeschooling
Foto: Zeca Ribeiro/Câmara dos Deputados

A bancada cearense na Câmara dos Deputados foi, majoritariamente, contra o projeto de lei que regulamenta o ensino domiciliar, também conhecido como homeschooling, no Brasil. Dos 15 deputados cearenses que estiveram presentes na sessão desta quarta-feira (18) - na qual foi aprovado o texto-base da proposta - 14 votaram de forma contrária. 

Apenas o deputado Dr. Jaziel (PL), presidente da Frente Parlamentar em Defesa do Ensino Domiciliar, foi favorável à iniciativa. 

Uma das bandeiras do presidente Jair Bolsonaro (PL), o projeto de lei que regulamenta o ensino domiciliar teve o texto-base aprovado por 264 votos a 115. Nesta quinta-feira (19), os deputados federais devem votar os destaques, que podem modificar o teor da proposta. 

Posicionamento dos cearenses

Os parlamentares do Ceará repercutiram a aprovação do homeschooling e criticaram a votação acelerada na Casa. Ainda na quarta-feira (18), o regime de urgência para tramitação da proposta foi aprovado. Com isso, a análise da matéria foi autorizada a ocorrer direto no plenário da Casa e já foi colocada em votação.

"É um ataque à educação, aos professores e ao direito das crianças. Um retrocesso no nosso pacto civilizatório, no processo de inclusão na escola e na nossa busca por uma educação pública de qualidade para todos", criticou Idilvan Alencar (PDT). 

O deputado José Airton Cirilo (PT) também criticou a proposta e defendeu a permanência das crianças na escola como parte do "processo de socialização, de integração, de convivência com os diferentes, de participação na diversidade". 

Denis Bezerra (PSB) também defendeu que " a convivência escolar é algo de extrema importância na socialização e no desenvolvimento de crianças e adolescentes".

Também voto contrário ao projeto de lei, José Guimarães caracterizou a regulamentação do ensino domiciliar de "retrocesso grave". 

Favorável

Único parlamentar cearense favorável à medida, Dr. Jaziel comemorou a aprovação da regulamentação do homeschooling.

"Uma pauta que por muitos anos foi esquecida e retardada, hoje, é aprovada através de muita articulação realizada por nós, parlamentares, e por um Governo que, acima de tudo, respeita a Liberdade", ressaltou. 

 

Veja como votaram os cearenses:

 

Favorável

Dr. Jaziel (PL) 

  

Contrário

AJ Albuquerque (PP)

André Figueiredo (PDT)

Danilo Forte (UB)

Denis Bezerra (PSB)

Dr. Jaziel (PL)

Eduardo Bismarck (PDT)

Idilvan Alencar    (PDT) 

José Airton Félix Cirilo (PT)

José Guimarães (PT)

Júnior Mano (PL)

Leônidas Cristino (PDT)

Mauro Benevides Filho (PDT)

Moses Rodrigues (UB)

Nelho Bezerra (UB)

Robério Monteiro (PDT)