Quem tem Pikachu...

Confira a coluna desta quinta-feira (23)

Imagem mostra jogador de futebol com as mãos para frente
Legenda: Pikachu marcou os dois gols da vitória do Fortaleza diante do Ceará.
Foto: Thiago Gadelha/SVM

O clássico Fortaleza e Ceará foi o tipo de jogo "encardido", pela severa pegada de lado a lado.

Incrível a recomposição das equipes, quando da perda da bola.

Por isso, um primeiro tempo marcado pelo ímpeto dos jogadores. Mais perdas do que ganhos.

As duas equipes se anularam, pela forma como se aplicaram.

O Ceará esteve até mais perto de marcar, com Richard. Arrojada defesa de Boeck.

Na resposta tricolor, Moisés fez uma bela jogada em cima de Richardson e Messias, mas não finalizou bem.

O placar em branco não ficou fora de ordem.

Na segunda fase, durante 22 minutos, o Fortaleza mais resoluto foi para dentro do Ceará.

Fez o gol, com Pikachu, e continuou para cima do alvinegro.

Cedeu um pouco, mas fez o segundo, com Pikachu, que sofreu a penalidade de João Ricardo.

Impressionante a fase deste filho do Pará: esbanja técnica na armação, faz marcação no momento preciso e marca gols como autêntico artilheiro.

Tem surgido no Fortaleza como o homem providencial, o que ilumina o caminho tricolor.

Capixaba fez, também, uma estupenda partida.

O resultado ficou bem ajustado ao melhor desempenho do Fortaleza, feitas as contas do balanço do jogo.