Esse tal de "entrosamento"

No auge do nosso prestígio futebolístico no mundo, era comum a sugestão de que os nossos governantes se mirassem no modelo vitorioso do futebol.

Assim como no esporte rei, as equipes governamentais precisam de um bom treinador, se não ficam como bandos desorientados.

Nos primórdios do futebol, os times chegavam a ter um treinador para cada jogador. Era assim nas formações universitárias elitistas, quando os primeiros “profexôres” (aguenta, Luxa!) surgiram.

Não concluam, apressadamente, que estou exagerando, porque, basta olhar para o presente e encontraremos, em torno de um time de futebol, uma entourage formada por  preparadores físicos, analistas de desempenho, médicos, gerentes, nutricionistas, psicólogos e, se brincarem, até amestradores de focas.

Tudo igual, ou muito parecido, com a estrutura de governo de uma nação, onde pontificam o presidente e os seus ministros.

Longe de imaginar que o futebol tenha soluções para a saúde, educação e economia, mesmo porque, é bom que não seja assim.

Com toda essa estrutura, cria-se um mundo idealizado de vitórias sem nenhuma concessão para os maus resultados.

Só que o mundo real é outro, e nele, se trabalha com certezas e, não, com aquilo que pensa a poetisa Adélia Prado: “Certeza demais é loucura”.

Acontece que, de repente, grande parte dos setores passa a falar em idiomas diferentes (até o javanês). O inferno dos maus resultados chega mais cedo do que se imagina, implanta a desarmonia e, aos poucos, o caos se estabelece, remetendo tudo para o vinagre.

Não é exagero (mirem-se no Cruzeiro) comparar essa fase à situação a de um comandante de navio, procurando domar uma tempestade em alto mar.

Quem tentou “comandar” o time do Cruzeiro, no ano de maior desgosto de sua história, foi o tal do Perrela.

Não é segredo para ninguém, a situação de penúria financeira de vários times que fazem parte da nobreza do futebol brasileiro.

No futebol, sempre se chamou isso de falta de entrosamento. Tem até a história de um simplório dirigente que perguntou quem era “esse tal de entrosamento”, para ser contratado imediatamente.
 



Categorias Relacionadas