Ferroviário e Floresta precisam de sequência de vitórias para seus objetivos na Série C

Restando apenas 6 rodadas para o fim da 1ª Fase, o Ferrão tem intensa disputa pelo G4, enquanto o Verdão luta pela permanência

Legenda: Ferroviário e Floresta são os representantes cearenses na Série C
Foto: Ronaldo Oliveira / ASCOM Floresta EC

A Série C do Campeonato Brasileiro está afunilando, com apenas 6 rodadas a disputar na 1ª Fase. E os dois representantes cearenses, Ferroviário e Floresta, cada um na sua luta, precisarão de uma sequência de vitórias para não se frustrarem ao fim da fase de grupos. 

Os últimos resultados não foram satisfatórios, com o Ferroviário empatando com o lanterna Santa Cruz fora de casa em 0 a 0 e o Floresta como mandante com o Manaus em 2 a 2  

O Ferrão está bem melhor na tabela do Grupo A, com 18 pontos e lutando por uma vaga no G4. Mas ao empatar quatro jogos seguidos, caiu para 6º lugar, com a mesma pontuação do 3º colocado, o Manaus. O Verdão da Vila Manoel Sátiro é apenas o com 12 pontos e está apenas dois de vantagem do 1º time do Z2, a Jacuipense/BA.

Ou seja, nas 6 rodadas finais, ambos precisarão de uma sequência de vitórias para conquistar seus objetivos. Confira com quem lutam Ferroviário e Floresta por suas metas na Série C e a projeção de pontos necessários.

Ferroviário

O Tubarão da Barra tem 5 adversários na luta pela classificação, todos acima dele, mas com uma margem pequena de pontos.  O Ferrão hoje é o 6º colocado com 18 pontos, mesma pontuação de  Volta Redonda (5º), Tombense (4º) e Manaus (3º), além de um ponto atrás do vice-líder Paysandu e dois do líder Botafogo/PB. Todos eles lutam por 4 vagas na 2ª Fase, e dois ficarão fora. 

A campanha coral, apesar de ser considerada boa, precisará melhorar para garantir a vaga que escapou nos últimos 2 anos. A média histórica para alcançar o G4 em 4º lugar é de 27 pontos, considerando as edições de 2012 a 2020, feita pela soma de pontos do 4º colocado pelo número de edições disputadas. 

Legenda: O Ferroviário do técnico Francisco Diá, faz campanha competitiva na Série C e luta com outros 5 clubes por um lugar no G4
Foto: Lenilson Santos / Ferroviário AC

A média é feita para se ter uma base do que cada clube precisa, mas acontece de em algum ano a pontuação ser alta como em 2013/2015 e 2020), ou mais baixa. Por exemplo, o Sampaio em 2013 fez 33 pontos e foi o 4ºcolocado, assim como o Paysandu fez apenas 24 pontos em 2012 e avançou.

Como a edição de 2021 está muito acirrada, apenas mais 9 pontos para chegar aos 27 pode não ser suficiente para um time avançar em 4º. Somar 9 dos 18 pontos possíveis indica 50% de aproveitamento (hoje o que tem o Ferroviário), mas o número deve ser maior, salvo a queda de rendimento de algum integrante do G4 na reta final. Por isso, o Tubarão da Barra tem que somar mais de 9 pontos para avançar, superando os 27.

O Ferrão terá 3 jogos em casa e 3 fora, sendo 4 confrontos diretos: Tombense (em casa), Volta Redonda (fora), Paysandu (c) e Manaus (f).

Jogos que faltam ao Ferrão

  • 13ª rodada - Ferroviário x Tombense - 21/08 - 15 horas
  • 14ª rodada - Ferroviário x Jacuipense - 28/08 - 15 horas
  • 15ª rodada - Volta Redonda x Ferroviário - 04/09 - 11 horas
  • 16ª rodada - Ferroviário x Paysandu - 13/09 - 15 horas
  • 17ª rodada - Manaus x Ferroviário - 19/09 - 16 horas
  • 18ª rodada - Ferroviário x Floresta -  25/09 -  17 horas

Floresta

O Verdão da Vila Manoel Sátiro faz uma campanha irregular, mas pelo porte do clube, a luta pela permanência no 1º ano de Série C era esperada. Mas os 6 jogos vem vencer fizeram com que o time não se afastasse do perigo, sempre flertando a cada rodada a entrar no Z2.

O Floresta tem 3 adversários diretos nesta luta: o 7º colocado, Altos, com 14 pontos, a Jacuipense, time que abre a zona de rebaixamento com 10, e o Santa Cruz, último colocado com 7.

Legenda: O Verdão está ameaçado de rebaixamento e tem 3 adversários diretos na luta pela permanência na Série C
Foto: Ronaldo Oliveira / ASCOM Floresta EC

No Grupo A, em oito edições*, nenhum time caiu com 21 pontos. Esse é o “número mágico” para fugir da degola. Portanto, a conta do Floresta é somar 50% dos pontos (9 dos 18 possíveis) para ficar na Série C.

Salgueiro (em 2015) e Treze (2019) já conseguiram permanecer na Série C com 19 pontos – mas essa é uma pontuação perigosa: por quatro vezes, clubes foram rebaixados com essa pontuação, o próprio Treze (duas vezes, em 2020 e 2014), Juazeirense (2019) e Macaé (2017).

Assim, o Verdão terá que aumentar muito seu aproveitamento, que hoje é de 33,3%. Ele terá 2 jogos em casa e 4 fora, sendo um destes fora diante do Ferroviário, no Elzir Cabral. A tabela, em tese, é complicada, com apenas um confronto direto (Altos, em casa) e cinco duelos contra times que lutam pelo G4.

Jogos que faltam ao Floresta

  • 13ª rodada - Botafogo-PB x Floresta - 20/08 - 20 horas
  • 14ª rodada - Paysandu x Floresta - 28/08 - 19 horas
  • 15ª rodada - Floresta x Altos - 04/09 - 15 horas
  • 16ª rodada - Tombense x Floresta - 11/09 - 15 horas
  • 17ª rodada -  Floresta x Volta Redonda - 18/09 - 15 horas
  • 18ª rodada - Ferroviário x Floresta -  25/09 -  17 horas