Cearense Rejuntamix mira crescer 17% em 2024 e lança linha premium

Empresa possui cinco fábricas no Nordeste e detém 68% do market-share do Ceará

Legenda: Italo Braga e Luciano Braga, diretores da Rejuntamix, durante a Expoconstruir
Foto: LC Moreira
Página apoiada por:

A Rejuntamix, marca cearense de argamassas e rejuntes, está apresentando marcha acelerada de crescimento. Em 2023, o faturamento da companhia avançou 23% e, para 2024, o grupo projeta uma expansão de 17%.

Com cinco fábricas, localizadas em Fortaleza, Crato, São Luís (MA), Natal (RN) e Maceió (AL), a companhia detém quase 70% do market-share no segmento no Ceará e vê um cenário positivo em relação à demanda.

Veja também

Cariri em alta

Segundo o diretor comercial, Italo Braga, um dos destaques vem sendo a região do Cariri, onde a produção vem aumentando significativamente.

Os produtos são vendidos em todos os estados do Nordeste, região onde a empresa abocanha a segunda maior fatia de mercado. Os principais destinatários das vendas são equilibrados: home centers, construtoras e depósitos são responsáveis por aproximadamente um terço, cada.

"Isso é importante, porque quando um segmento desses está abaixo, nós conseguimos manter a sustentabilidade das vendas nos demais", comenta Ítalo.

O carro-chefe entre os produtos, conta o diretor, é a argamassa, mas o mix chega a um total de 40 itens.

Durante a Expoconstruir, evento realizado nesta semana no Centro de Eventos do Ceará, a Rejuntamix lançou uma linha de produtos premium, com embalagens sustentáveis, argamassas e rejuntes prontos para uso.

 



Assuntos Relacionados