Panela cheia salva!

Homens de máscara e face shield entregam cestas básicas a uma mulher de máscara na favela
Legenda: Ação da Cufa de distribuição de alimentos
Foto: Divulgação/Cufa

As organizações que mais conhecem a realidade dos territórios vulneráveis no Brasil se uniram em uma iniciativa conjunta contra a fome. CUFA (Central Única das Favelas), Gerando Falcões e FNA (Frente Nacional Antirracista) lançaram, no último domingo (4), em rede nacional, o movimento Panela Cheia, que pretende arrecadar recursos para a compra de 2 milhões de cestas básicas para distribuição em todo o País. A iniciativa ainda conta com apoio do UniãoSP e cooperação da UNESCO.

Além das milhares de mortes diárias, os dados sobre a fome e a sua gravidade já foram pauta nessa coluna. Os impactos econômicos e sociais fizeram com que a fome se alastrasse ainda mais pelo País. Pesquisa do Data Favela (parceria da CUFA com o Instituto Locomotiva) aponta que quase 7 em cada dez (68%) pessoas que vivem em comunidades no Brasil tiveram piora em sua alimentação em 2021. 

A média de refeições diárias nestes locais é de menos de duas (1,9) e 68% dos moradores afirmam que, ao longo de 15 dias, em ao menos um faltou dinheiro para comprar comida. Por dados alarmantes como estes, a mensagem da campanha é clara: “Fome mata. Panela cheia salva”.

Nossa meta é arrecadar 2 milhões de cestas, embora saibamos que o número necessário é bem maior, o que nos aproxima de uma calamidade, pois a pandemia fez piorar ainda mais uma situação que já era gravíssima. A sociedade precisa se atentar a isso.

A Frente Nacional Antirracista, na fala de Karla Pereira, lembra que a maior parte dessa população é negra, e deixá-las sozinha não é uma opção. 

Meu parceiro Eduardo Lyra, fundador e CEO da Gerando Falcões, ressalta sempre o valor da junção de forças para que a situação possa melhorar e a importância de organizações da favela estarem se unindo em uma só campanha, com apoio de entidades sérias como UniãoSP e a Unesco.

A campanha tem abrangência nacional. No Ceará, a CUFA já está se reunindo com lideranças, empresas e organizações para encher panelas vazias em nosso Estado. No site, será possível conhecer mais sobre a campanha e selecionar a instituição para qual a pessoa gostaria de fazer uma doação.

O valor arrecadado será utilizado para a compra de cestas básicas físicas ou digitais e que serão distribuídas pelas instituições às comunidades.

*Esse texto reflete, exclusivamente, a opinião do autor.