Entre lazer e esporte, ciclismo cresce em Fortaleza; confira como iniciar na modalidade

Presente no programa olímpico desde o início dos Jogos da modernidade, em 1896, ciclismo vive expansão, mas ainda esbarra na falta de profissionalismo

Fortaleza conta com estrutura em expansão para prática do ciclismo
Legenda: Fortaleza conta com estrutura em expansão para prática do ciclismo
Foto: Getty Images

Percorrer as ruas de Fortaleza é ter a certeza de se deparar com ciclistas. A cidade, que nos últimos anos tem passado por ampliação da malha cicloviária, por si só já é incentivo para quem quer circular sobre duas rodas. Por transporte, lazer ou esporte, a prática tem crescido. E a pandemia contribuiu para esse cenário. 

Em entrevista à coluna, Maurício Leão, que além de ciclista assessora quem pratica a modalidade, deu dicas importantes para quem quer enveredar por esse meio empolgante do pedal. 

Para começar, o básico: procurar um médico para checar que está tudo em dia com a saúde e não comprometer o pique na hora da pedalada. Além disso, garantir equipamentos importantes, como o capacete e roupas de qualidade. 

Avenida Beira Mar é um dos pontos indicados, principalmente, para quem está iniciando no ciclismo
Legenda: Avenida Beira Mar é um dos pontos indicados, principalmente, para quem está iniciando no ciclismo
Foto: Thiago Gadelha

Essa crescente, requer atenção, principalmente, dos iniciantes, pois o próprio Maurício destaca que o ciclismo pode ser perigoso e é importante que os ciclistas também colaborem e respeitem as leis de trânsito. O instrutor destaca o que poderia estar causando esse aumento:

“Esse 'boom' já vinha em crescente, né? Só que deu um crescimento absurdo agora durante a pandemia. O pessoal começou a ter consciência que precisa ter essa atividade física pra ter mais saúde. [...] A procura por pedalar e estar na rua ao ar livre é o que faz a diferença." 

Atualmente, Fortaleza conta com 412.5 quilômetros de infraestrutura cicloviária. E a recomendação que Maurício reforça é justamente que os praticantes procurem esses espaços para garantir mais segurança. 

Assessoria esportiva

Assim como para os corredores, existe assessoria esportiva para quem quer praticar o ciclismo. Essa orientação acontece em diversas instâncias, desde os treinos e instruções em relação ao uso de equipamentos, como até pontos importantes aos quais as pessoas não se atentam, como a forma e hora correta de beber água sobre duas rodas. 

Percursos em grupo são alternativa para quem gosta de pedalar longas distâncias
Legenda: Percursos em grupo são alternativa para quem gosta de pedalar longas distâncias
Foto: Natinho Rodrigues

Apesar da prática em expansão, Maurício ressalta que a cidade não conta ainda com representantes nas disputas profissionais. Há atletas em competições semiprofissionais. Esse cenário se dá, principalmente, por conta das dificuldades em relação a patrocínio. 

O ciclismo conta cinco modalidades no programa olímpico. São elas: ciclismo de estrada, ciclismo de pista, mountain bike, BMX (Bike Motocross) e BMX estilo livre. 

Para quem tem a modalidade apenas como lazer ou prática esportiva amadora, o ciclismo tem se destacado pela série de benefícios, entre eles: melhoria da resistência muscular, redução do colesterol e regulação da pressão arterial. Mas o instrutor destaca outro:

“O principal benefício hoje é saúde mental. 80% dos meus alunos procuram qualidade de vida. Dentro dessa qualidade de vida, aliviar o estresse. [...]Eu até falo que ciclismo hoje é uma terapia, que a forma que você treina pode te ajudar bastante no dia a dia. [...] É um esporte bem completo.” 

Dicas anotadas, então é só aproveitar o final de semana para desfrutar da cidade sobre duas rotas e curtir a sensação de liberdade, que só o pedal traz. 



Assuntos Relacionados