Vereadora de Fortaleza registra B.O. após ameaça de morte em rede social

Larissa Gaspar procurou a Polícia Civil e o Ministério Público para uma investigação sobre o caso

Larissa Gaspar discursa na Câmara Municipal de Fortaleza
Legenda: A parlamentar disse ter solicitado segurança institucional à Câmara Municipal de Fortaleza
Foto: Isanelle Nascimento

A vereadora de Fortaleza Larissa Gaspar (PT) registrou um Boletim de Ocorrência na Polícia Civil após receber ameaça de morte em seu perfil na rede social Instagram na madrugada desta terça-feira (27). Um perfil, aparentemente falso, sugeriu que a parlamentar tomasse “cuidado” com “a família” e “na hora de sair de casa”, pois estariam “planejando sua morte”. 

Larissa é autora de uma lei que proíbe fogos barulhentos em Fortaleza, o que gera impactos para empresas do setor e também, evidentemente, para trabalhadores. Nas ameaças, o perfil cita esse fato. A vereadora, entretanto, diz não saber se essa é a real motivação. 

Print do Instagram com ameaças a Larissa Gaspar
Legenda: Os criminosos citam ainda a sigla "CV", geralmente atribuída à facção criminosa Comando Vermelho
Foto: reprodução

“Eu tenho uma atuação em várias áreas, não tenho como saber. Vamos deixar a investigação avançar. Por conta das minhas posições, eu sempre recebo algum tipo de ameaça, mas contra a vida é a primeira vez”.
Larissa Gaspar
Vereadora (PT)
 

Após a publicação, os criminosos ainda marcaram o perfil da vereadora em uma postagem que mostra homens manuseando armas de grosso calibre. Todo o material foi encaminhado às autoridades. 

A parlamentar disse também ter procurado o Ministério Público Estadual para falar sobre o assunto e a Presidência da Câmara Municipal. 

“Existe uma insistência nessa questão de querer impor o medo. Eu quero continuar com minha atuação parlamentar normalmente. Não vou me intimidar. Já solicitei segurança institucional para garantir meu mandato principalmente fora da Câmara”, reforçou.