PCdoB propôs acordo na esquerda para disputa pela Prefeitura de Fortaleza

Em entrevista ao programa PontoPoder Eleições, na noite de ontem (12), o candidato do PC do B, Anízio Melo, disse que o seu partido, que faz parte da gestão Roberto Cláudio (PDT), chegou a propor uma frente ampla de esqueda na disputa pela Prefeitura de Fortaleza, mas que as diferenças entre PT e PDT dificultaram a formação da aliança. Apenas depois desta articulação, segundo o candidato, o PCdoB resolveu pela candidatura própria, como alternativa para a Prefeitura da Capital. Como estratégia durante à entrevista, o candidato evitou críticas à gestão da Capital e mirou a artilharia para o governo federal, comandado por Jair Bolsonaro. Anízio foi o primeiro entrevistado da série do programa que é exibido pela TV Diário, pelo canal do PontoPoder no Youtube e pelas plataformas digitais do Diário do Nordeste. De segunda a sexta, às 21h55.

Propostas

O candidato do PCdoB demonstrou conhecimento quando abordou as ações na pandemia e os planos para um possível governo nesta área. Entretanto, Anízio não conseguiu detalhar propostas que estão lançadas no seu plano de governo como a proposta de "passe livre no transporte público para estudantes". O candidato apresentou apenas uma vaga ideia, sem os custos da proposta para o poder público. O mesmo ocorreu na área de habitação, cujas explicações foram bastante genéricas. Como já abordamos nesta coluna, até o momento, os candidatos como um todo têm apresentado propostas ainda sem consistência.

O peso dos padrinhos

Ainda não é possível saber com precisão o peso dos apoios aos candidatos na disputa pela Prefeitura de Fortaleza. Até o momento, entre os apoiadores, apenas Roberto Cláudio tem se mostrado com frequência na campanha de Sarto. Em relação ao cenário nacional, a pesquisa Ibope desta semana deve trazer um panorama nesta fase ainda inicial da campanha. Os candidatos à Presidência de 2022 já mostraram a cara sobre quem apoiam, mas ainda não disseram ao que vieram em relação ao pedido de voto.

De boa

A candidata do PT à Prefeitura de Fortaleza, Luizianne Lins (PT), está mesmo em um momento paz e amor na campanha. A ex-prefeita tem destacado parceria partidária com o governador Camilo Santana, diz que dará seguimento a obras da gestão Roberto Cláudio "se o povo estiver gostando" e tem evitado confrontos diretos com os adversários, principalmente do PDT, o que já marcou o seu estilo. Nem oa constantes acenos de Camilo a Sarto tiram a Lôra do sério. Vamos ver se o avançar da campanha manterá a boa vizinhança.

Repercussão

Campanha eleitoral não é terra de ninguém. Essa foi a frase de destaque desta coluna na edição de ontem (12). E teve bastante repercussão. Nossos leitores estão incomodados com a situação, principalmente, nos municípios do Interior. Alguns denunciam, inclusive, prefeitos que defenderam o isolamento social no primeiro semestre e agora criam aglomerações na campanha. Essa de fato é uma incoerência imperdoável. A resposta ao problema, evidentemente, está na mão do eleitor. E às autoridades, cabe fiscalizar e punir o cumprimento da lei. Estamos de olho nos indicadores da Covid-19 no Ceará.

Ouça o podcast 'PontoPoder Cafezinho':

Powered by RedCircle