Taxa de conveniência na venda de ingressos pela internet é ilegal, decide STJ

Segundo a decisão da Terceira Turma do STJ, que vale para todo o Brasil, a cobrança do valor representa venda casada, o que é proibido pela legislação