Editorial: Economia em recomposição