Editorial: Uma reforma difícil