Praia e sol

Histórias de quem veio para Fortaleza para fugir do frio.

Simão de Castro
Simão de Castro: “Posso dizer que não tem nenhum local no Brasil que eu quisesse morar mais do que Fortaleza. Essa cidade é surpreendente.” Rodrigo Carvalho

Foi durante o inverno europeu de 2013 que o português Simão de Castro, de 33 anos, veio passear no Brasil pela primeira vez. “Chegando em Fortaleza, observei uma cidade de céu azul, com um clima tropical, duas coisas que me entusiasmaram de imediato. Achei o sol e o calor fantásticos.
Para mim, eles são sinônimo de felicidade, e tendo oportunidade de estar numa cidade como Fortaleza, iria aproveitar bastante”, relata o Diretor Presidente do Instituto Juventude Inovação.

Ele gostou tanto da Terra da Luz que quando teve que voltar para Portugal, porque já não podia mesmo continuar no Brasil, refez as malas e se mudou para Fortaleza em apenas um mês. “Agora que já passaram cinco anos da minha chegada, minha impressão sobre a capital, a sua população, as praias e o calor foi ficando cada vez mais positiva, ao ponto de considerar Fortaleza a minha segunda cidade e casa. Posso dizer que não tem nenhum local no Brasil que eu quisesse morar mais do que Fortaleza. Essa cidade é surpreendente”, avalia o profissional.

Calor: Uma virtude

Simão faz parte do grupo de pessoas que buscam Fortaleza como destino de praia e sol para fugir do frio. É que a capital cearense está localizada entre o Trópico de Câncer e o de Capricórnio, o que implica em incidência maior de raios solares, além de maior intensidade e mais tempo de permanência desses raios, explica a geógrafa Luzia Neide Coriolano, Coordenadora Acadêmica do Mestrado Profissional de Gestão de Negócios Turísticos da Universidade Estadual do Ceará (Uece).

“O Ceará é um dos lugares de maior taxa de irradiação solar, portanto, pode-se dizer que Fortaleza é a Terra do Sol e que ‘turistificamos’ o Sol. Ele passa a ser o agente principal da promoção do turismo de sol e praia, deixando corpos bronzeados, sendo responsável pela balneabilidade dos mares cearenses que oferecem águas propícias ao banho”, detalha a professora.

Ela acrescenta que muitos turistas do Sul do Brasil, em especial os que têm laços familiares e de amizade com cearenses fazem turismo no Ceará e curtem Fortaleza. Enquanto o turismo internacional tem crescido também por conta de negócios e eventos, o turismo nacional está consolidado, garante a pesquisadora.

Paraíso

Jonny Gast
Jonny Gast: “Aqui é o paraíso!” Rodrigo Carvalho

Com a mesma ideia de fugir dofrio, o alemão Wolfgang Gast, de 53 anos, foi convencido pelo irmão mais novo a tirar férias e vir para a capital cearense no fim de 2005. “Esses 12 dias que passei aqui foram fantásticos! Nunca vou esquecer. Fiquei impressionado com o Brasil. Eu não queria mais ir embora. Sempre sonhei com um país com sol, praia, natureza e que fosse quente. Aqui não tem o frio de -20°C, -30°C. Aqui é o paraíso!”, pontua o estrangeiro, mais conhecido como Jonny. Ele diz que é muito duro trabalhar 12 a 13 horas nessas temperaturas e que o clima alemão é muito instável, podendo fazer 25°C num dia e 8°C no dia seguinte, o que lhe é bastante duro. Jonny conta que a pele de suas mãos chegava a abrir e sangrar de tanto frio. Por esses motivos, logo que regressou à Alemanha tratou de estudar português e encontrar meios de se mudar para Fortaleza. Atualmente, é proprietário do restaurante Frigideira do Jonny e só visita seu país de origem no Verão.

“A melhor coisa que aconteceu na minha vida foi vir morar no Brasil, em Fortaleza. Tenho qualidade de vida muito melhor aqui. Reduzi meu tempo de trabalho em cerca de 5h, ganho mais, tenho tempo para ir caminhar na Beira Mar. Aqui é o paraíso. Eu sempre sonhei com isso! Fortaleza pode ser uma das melhores cidades do Brasil”, comenta o estrangeiro.

Em tempo

O Ceará é também a Terra da Luz por ser o primeiro Estado a libertar os escravos no País, e não por ter sol propício o ano todo, afirma a professora Luzia Neide Coriolano. Dessa maneira, Fortaleza, que já leva a alcunha de Terra da Luz, é diversamente um destino de praia e sol, com luz solar, luz no humor, luz no conhecimento e em diversas outras áreas em que o fortalezense faz bonito.