Sobre Fortaleza e Ceará

Confira a coluna desta terça-feira (16) do comentarista Wilton Bezerra

Vojvoda com a mão na boca gritando na beira do campo e Tiago Nunes orientando jogadores
Legenda: Vojvoda e Tiago Nunes se enfrentarão pela primeira vez durante o Clássico-Rei
Foto: Thiago Gadelha (SVM) / Kid Junior (SVM)

Ao cabo de trinta e dois jogos para cada um, Fortaleza e Ceará são os melhores do Nordeste no Campeonato Brasileiro. 

A segunda volta da competição não tem feito muito bem ao Fortaleza.

O futebol do tricolor de Vojvoda deixou de contagiar.

As argumentações para a queda de produção (não ganha há quatro jogos) são as mesmas usadas pela maioria dos times: desgaste físico, desfalque de jogadores importantes, blá, blá, blá.

Quando foi alcançado pelo fraco Corinthians, fez cair o interesse que obteve junto à crônica especializada.

Entanto, sua campanha, até aqui, orgulha a sua torcida.

O Ceará não conseguiu um bom nível de satisfação de sua torcida com a oitava posição na primeira volta da disputa.

Perdeu posições no "segundo turno", aumentou os cabelos brancos do seu torcedor e acabou "aprumando o xote" com os últimos resultados.

Com essas narrativas nossos  gigantes encaram mais um clássico nesta quinta.

Esse jogo sempre vale.