Voltei no tempo por um tempo

Você já passou por isso alguma vez na vida? Não foi um déjà vu. Aconteceu comigo (acho que consigo, também) e não faz muito tempo, não!

Celular
Legenda: Estar um período sem rede social e sem whatsapp trouxe-me um imenso ganho de tempo
Foto: Jeritza Gurgel

04 de outubro de 2021. Segunda-feira, próximo do meio-dia. Quem utiliza o mundo das redes sociais, sentiu o apagão tecnológico i-nes-pe-ra-do.

No primeiro momento, pensei que fosse um problema com o meu celular, afinal, minha internet estava ok. Desliguei e religuei. Nada. Acionei o 4G, sem sucesso.

Como já estava no horário de almoço, desliguei o celular, curti a siesta e, quando retornei para o mundo, soube da notícia que havia acontecido o apagão das duas das principais redes sociais, bem como do aplicativo de mensagem mais usado por nós. Esse acontecimento foi global e gerou um imenso transtorno para muita gente.

Estar um período sem rede social e sem whatsapp trouxe-me um imenso ganho de tempo. Como produzi, meu Deus! Quanto tempo gastamos respondendo mensagens, vendo redes sociais ou produzindo conteúdo, algumas vezes desnecessários; outras vezes nos desgastando com pessoas que nem conhecemos em busca de que validação mesmo, hein? Faz tempo que não temos sido nós mesmos e a tecnologia pode nos dar essa oportunidade. Quem diria!

A sensação que tive foi um desconectar da tomada. Voltagem desligada. Em alguns momentos, percebi a importância que tinha para algumas pessoas quando recebi ligações para dar aquela notícia exclusiva - coisa rara em tempos de lista de transmissão com mensagem única para não se perder tempo, bem como não gerar relacionamentos significativos.

Celular
Legenda: Estar um período sem rede social e sem whatsapp trouxe-me um imenso ganho de tempo
Foto: Jeritza Gurgel

Com mais tempo para dar qualidade aos minutos, meu mundo real ficou bem mais tranquilo. Comecei a lembrar de quando não existia nada disso e de como vivia. Claro que a tecnologia trouxe muita coisa legal e, uma delas, foi a possibilidade de ter perto de quem está longe, mas nos afastou, por outro lado, dos mais próximos!

A falta de conexão com as redes sociais fez-me lembrar de quando éramos desconectados da energia à noite. Acendíamos a vela e ficávamos na janela olhando a rua e conversando. O que afastava as pessoas era a televisão, a grande vilã.

Reflexões que foram surgindo na minha cabeça.

Bem, mas, no outro dia, o assunto nas redes sociais vitimadas era o desabafo de algumas pessoas. Fiquei impressionada como elas ficaram transtornadas sem os aplicativos. Um mundo descortinado tremeu para um monte de gente que fez daqueles apps um meio de vida e uma vida de aparência - um verdadeiro cenário de desmoronamento de castelos de areias em terrenos fofos com princesas para todo lado. Lastimável.

Apps devem existir e, por favor, que se criem mais, afinal, estamos na era da tecnologia, mas não esqueçamos que somos humanos e que é o mundo que depende da gente e não o contrário.

Quem passou por aquele perrengue, procure sua lição para reconstruir castelos mais sólidos e verdadeiros dentro do mundo real, sem amarras. Ter opções para empreender se o mundo virar de cabeça para baixo, fará você ver de outro ponto de vista sem sustos.

Valorize o seu tempo e aproveite para olhar a paisagem! Eu aproveitei o meu e fiz daquela segunda um dia de primeira.

Pense nisso!

Dominguemos, amém!