Se você gosta de ficar pelada em casa é melhor saber dos prós e dos contras dessa liberdade

Andar nua em casa traz muitos benefícios, mas essa autonomia tem limites que vão desde perda de interesse amoroso até complicações de natureza criminal. O conteúdo desta coluna sobre sexualidade e sexo é recomendado para maiores de 18 anos.

Legenda: Cena do Filme "Janela Indiscreta" de 1955
Foto: Imagem disponível na internet

Quem aí ouviu dizer de alguém que adora dormir sem roupa? Que já viu gente passando pelada pela janela? Ou flagrou um “rala e rola” sem querer?

Janelas indiscretas estão cheias por aí e Alfred Hitchcock levou o tema para o cinema desde 1955.

O que tem de bom?

É sabido que quem tem coragem de se despir e olhar para o seu próprio corpo eleva a autoestima, supera alguns receios de ficar exposto ao outro e, claro, o sexo melhora, a relação e a conexão com o parceiro favorece, a pessoa passa a ter mais confiança em si, porque aceita seus furinhos (celulites), seus caminhos desenhados (estrias, cicatrizes, varizes), recheios (gorduras) e contornos (pregas) como história de vida.

Legenda: Cena que viralizou na internet quando Paola Oliveira interpretava a prostituta Danny Bond na minissérie global "Felizes para sempre", em 2015
Foto: Arquivo disponibilizado pela internet

Além disso, fortalece a imunidade, aumenta a absorção da vitamina D, os poros ficam menos entupidos, você sente menos calor, melhora na qualidade do sono, aumenta a fertilidade nos homens, já que sem o uso da cueca há estudos que relatam sobre o aumento na qualidade do esperma etc.

Porém, quando o assunto esbarra na questão da convivência com o outro, é bom ficar esperto!

Toda nudez será castigada?

O fato de estar na sua casa, sem roupas, não quer dizer que o outro não possa se sentir ofendido.

Morando sozinha é prudente que hajam os cuidados com portas, janelas e demais acessos a áreas comuns, porque a sua intimidade pode incomodar, ofender, constranger outras pessoas que não tem obrigação nenhuma de ver suas exibições por mais que você esteja bem consigo mesma.

O comportamento pode ser criminalmente classificado como ato obsceno
Legenda: O comportamento pode ser criminalmente classificado como ato obsceno
Foto: Korosi Francois-Zoltan

Vivemos em sociedade e nela temos regras para que haja um bom convívio entre as pessoas.

Portanto, o fato de viver em casa como veio ao mundo e expor-se, propositadamente, em lugares que deem visibilidade para as áreas comuns, onde gere constrangimento, repulsa, indignação, é crime, considerado como “ato obsceno”, previsto no artigo 233, do Código Penal Brasileiro:

"Praticar ato obsceno em lugar público, ou aberto ou exposto ao público:

Pena - detenção, de três meses a um ano, ou multa."

Como não ser castigada?

A natureza do ato está na conduta.

Então, procure não se expor em lugares onde outras pessoas possam observar, querendo ou não.

Caso seja importunada, demonstre que não houve intenção na ofensa e busque um diálogo com o ofendido/constrangido e, claro, entendendo que caso tenha razão, ponderar hábitos em determinados locais da casa.

Essa conduta é o meio sadio de pessoas bem intencionadas resolverem as suas questões. Porém, se o incomodado não quiser acordo, o caminho é bater as portas do judiciário para resolver o litígio entre vizinhos.

E no amor? A nudez não é um atrativo para o parceiro?

A resposta é médio! Rsrsr

Tudo tem um tempo e seu encantamento. Se a pessoa tira de vez todas essas “cartas da manga” perde a graça!

Toda relação, por mais íntima e duradoura que seja, tem que ter um certo mistério e charme desde o começo, concorda?

Já dizia o poetinha Vinícius de Moraes: "ponha um pouco de amor numa cadência". Coloque isso na sua cabecinha: ter intimidade é ótimo, mas viver com calcinha bege ou cueca furada é de lascar e, o pior, tira o tesão!

Portanto, deixa essas rápidas lembranças no teu radar daquilo que é fofo e do que deve ser evitado, normalmente, para manter o fogo em dia:

  1. Entrar no chuveiro na hora do banho pode ser surpreendente, mas, jamais, na hora de usar o vaso sanitário! Aliás, deixe um fósforo do lado do aparelho para aliviar o odor.
  2. Diga que irá fazer depilação. Isso favorece a imaginação. Evite fazer isso na frente do parceiro. É péssimo!
  3. Durma e acorde junto, mas bafo é desagradável demais! Gera o efeito “abusante”.
  4. Calcinhas e cuecas do dia a dia só se for para ir trabalhar, porque quando ficar seminua em casa, o que vestir tem que ser legal!

Tudo compreendido?

Lembre-se que a diferença entre o veneno e o remédio é a DOSE!

Saiba dosar e viva como quiser!

*Esse texto reflete, exclusivamente, a opinião da autora.