Vereadores fazem contas sobre a renovação na Câmara após a Eleição; 'Influencers' são preocupação

Para alguns parlamentares, a renovação pode passar de 50% após a eleição de novembro. Presença de influenciadores digitais tem gerado temor

A dinâmica da eleição para as vagas no Legislativo Municipal, diante das incertezas da pandemia, deve ser ainda mais afetada do que o pleito majoritário, que disputa a cadeira de prefeito da maior cidade do Estado. Em outras oportunidades, já abordamos aqui o temor dos vereadores que estão investidos de mandato de não voltarem ao Legislativo após as eleições de novembro.

Os parlamentares fazem as contas mais diversas para tentar criar uma meta a ser seguida nas urnas.

Uma dessas contas feitas nos bastidores diz respeito à renovação da Casa para os próximos quatro anos, ou seja, a quantidade de parlamentares que não serão reeleitos. Fala-se em percentuais de renovação a partir de 40%. Para alguns, entretanto, pode passar de 50%.

Em 2016, último pleito municipal, a renovação chegou a 62%. Dos 43 vereadores naquele ano, apenas 16 foram reeleitos.

Neste ano, a expectativa é em relação ao desempenho dos "digitais influencers", personagens com atuação forte em redes sociais, cujo desempenho é deveras incerto para fazer contas.

Ninguém sabe

Outro assunto do momento nos bastidores da Câmara Municipal de Fortaleza é a indicação do candidato a prefeito do PDT. Há teses para todos os gostos entre os parlamentares. Entretanto, o que chama mais atenção para o momento decisivo é o fato de nenhum dos vereadores pedetistas - nem de outros partidos fortes na base - terem informações concretas sobre a disputa interna entre os cinco pré-candidatos da sigla. Todos aguardam com expectativa as informações que devem surgir até sábado, o dia da convenção do partido, confirmada, por enquanto.

Reunião dos aliados

Por lá, o que se supõe é que na sexta-feira (11) deve vir a público o nome do ungido pela cúpula do grupo governista. Está marcada para este dia, pela manhã, a primeira reunião com os partidos aliados na conversa decisiva sobre a formação da chapa majoritária.

A expectativa é de que haja outro encontro ainda no sábado com o comando dos partidos aliados. Outra hipótese levantada pelos parlamentares, em caso de persistir o impasse em relação ao nome, é a abertura da convenção no sábado e a suspensão por algum período para a busca do consenso.

Na torcida

Com o jogo da negociação ainda em andamento com o PDT, vereadores do PT já dão como certa a candidatura da deputada federal Luizianne Lins. Mesmo depois do adiamento da data da convenção do dia 13 ao dia 16, a aposta é de que haverá candidatura própria.

Nas contas que circulam pelos bastidores, o PT tem possibilidade de fazer três vereadores. Sem candidatura própria a prefeito, o número pode cair para dois. Ou seja, os vereadores devem ser os que mais defendem o projeto de postulação ao Executivo.

Vice em aberto

O deputado federal Heitor Freire (PSL), pré-candidato à Prefeitura de Fortaleza, tem avançado na construção da chapa majoritária que pretende oficializar na convenção marcada para o próximo dia 15. Ontem, confirmou o apoio do PRTB, partido do vice-presidente Hamilton Mourão, à pré-candidatura.

Agora, falta definir a vaga de vice. Ele já deu sinalizações de possíveis perfis, mas o martelo ainda não foi batido.



Assuntos Relacionados