Avanço digital no Judiciário cearense

desembargador Washington Araújo
Legenda: Desembargador Washington Araújo
Foto: José Leomar

Quando assumiu a Presidência do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE), dois anos atrás, o desembargador Washington Araújo já colocava a tecnologia como uma aliada na complexa tarefa de melhorar os índices de produtividade do Judiciário cearense. Às vésperas de deixar o cargo, além de outras ações implementadas para que o Tribunal saltasse da 27ª posição, em 2017, para a 9ª, em 2020, entre os mais produtivos do Brasil, de acordo com o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), a implementação do processo judicial eletrônico em todo o Estado, a digitalização do acervo processual e a adesão ao trabalho por videoconferência se consolidam como exemplos que contribuem para uma maior celeridade na atuação do Judiciário estadual. 

A meta projetada para a próxima gestão, que estará sob o comando da desembargadora Nailde Pinheiro, atual vice-presidente, é investir mais em avanços digitais. Para isso, uma operação de crédito com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), no valor de US$ 35 milhões, deve viabilizar, por exemplo, um nível maior de automação de atividades rotineiras no âmbito do TJCE, como expedição de mandados, que possibilite otimizar a força de trabalho de servidores em outras atividades.

“O que nós queremos é que o cidadão tenha o Judiciário na palma da mão, no smartphone, que ele participe de uma audiência do smartphone sem precisar sair de casa, que acesse o seu processo do smartphone, que o advogado possa participar de audiências do seu escritório. É um mundo em que o processo será muito mais rápido”, explica o presidente do Tribunal. Ele apresentará hoje, no Palácio da Justiça, um balanço dos dois anos de gestão.

Eleição

O Pleno do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) elegeu os desembargadores Inácio de Alencar Cortez Neto e Raimundo Nonato Silva Santos como membros efetivos do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE) para o biênio 2021-2023. O novo biênio terá início no dia 5 de junho. Ambos já atuam na Justiça Eleitoral. Cortez é vice-presidente e corregedor do TRE, enquanto Santos atua como suplente e ocupa a função de ouvidor.

Prefeitos vacinados

A vacinação de gestores municipais no Ceará contra a Covid-19 tem gerado reações. Nas redes sociais e fora delas, há prefeitos sendo questionados pelo fato de, mesmo em alguns casos sendo profissionais de saúde, estarem na lista de prioridade para a imunização diante da limitação de doses da Coronavac. O episódio mais recente envolve o gestor municipal de Jijoca de Jericoacoara, Lindbergh Martins.

"Furadas de fila"

O deputado estadual Queiroz Filho (PDT) solicitou à Secretaria da Saúde do Estado (Sesa), por meio de ofício, que seja disponibilizado um canal de denúncias com o intuito de evitar irregularidades na fila de vacinação contra a Covid-19 no Ceará. Vigilância importante!

* Equipe de Política redigiu a coluna.



Assuntos Relacionados