Neymar está próximo de superar recorde de Pelé na Seleção Brasileira; veja números

O atacante de 29 anos disputa a Copa América de 2021 e já marcou dois gols na competição

Montagem com fotos de Neymar e Pelé
Legenda: Pelé e Neymar são os maiores goleadores da história da Seleção Brasileira masculina
Foto: AFP / divulgação

Neymar está próximo de superar um recorde de Pelé pela Seleção Brasileira: ser o maior artilheiro da equipe nacional. Após a vitória contra o Peru por 4 a 0 nesta quinta-feira (17), quando marcou um, o atacante ficou somente a nove gols da marca do “Rei do Futebol”, segundo dados da Fifa.

Nas contas da entidade, o jogador de 29 anos soma agora 68 tentos contra 77 de Pelé. A conta inclui torneios como Copa do Mundo, Copa América, Eliminatórias Sul-Americanas e amistosos.

No escopo histórico, muito deve ser avaliado - a grandeza de Pelé transcende a modalidade. Quando defendeu o time canarinho, atingiu a marca com 92 exibições (média de 0,84), enquanto Neymar acumula 107 partidas (índice de 0,63). Com mais jogos, mais chances de balançar as redes.

Maiores artilheiros da Seleção Brasileira (dados da FIFA)

  1. Pelé: 77 gols | 92 jogos | média de 0,84
  2. Neymar: 68 gols | 107 jogos | média de 0,63
  3. Ronaldo: 62 gols | 98 jogos | média de 0,63
  4. Romário: 55 gols | 70 jogos | média de 0,79
  5. Zico: 48 gols | 71 jogos | média de 0,68

O paralelo dos números está na representatividade do eterno. No pós-Pelé, o Brasil produziu inúmeros craques, cada um com uma vanguarda de época como Zico, Romário e Ronaldo. Para, hoje, ser o segundo maior artilheiro, Neymar precisou superar as marcas de todos.

E as chances de atingir o ápice são latentes. Há uma Copa do Mundo em 2022, a Copa América está apenas na 2ª rodada e as Eliminatórias Sul-Americanas seguem em andamento. Sem contar a presença constante do jogador nas convocações do técnico Tite e a idade atual.

Reverência do Rei

Ao alcançar o total de 68 gols, Neymar concedeu entrevista na saída do campo, nesta quinta (17), e se emocionou com a chance de superar o recorde. “Para ser bem sincero, meu sonho sempre era jogar pela Seleção, vestir essa camisa. Nunca imaginei chegar a esses números. Para mim é até emocionante, porque passei por muita coisa nesses dois anos bem difíceis”, afirmou.

Nas redes sociais, Pelé exaltou o atacante do Paris Saint-Germain (PSG). Revelado no Santos, assim como Neymar, o ex-jogador revelou torcida para que a marca seja superada.

“Toda vez que vejo esse menino, ele está sorrindo. É impossível não sorrir de volta. É contagiante. Eu, assim como todos brasileiros, sempre fico feliz quando vejo ele jogar. Hoje ele deu mais um passo em direção ao meu recorde de gols pela Seleção. E estou na torcida para que ele chegue lá, com a mesma alegria que tenho desde que vi ele jogando pela primeira vez”, publicou.