Orkut vai voltar? Entenda a reativação do site da rede social extinta

O fundador, Orkut Buyukkokten, informou que está "construindo algo novo"

interface de login do orkut
Legenda: O Orkut foi extinto foi em 2014
Foto: Reprodução

O site do Orkut foi reativado, nesta quarta-feira (27), e surpreendeu os ex-usuários da rede social. Quando a plataforma carrega, aparece uma carta do fundador, o engenheiro de software Orkut Buyukkokten. 

Ele começa contanto a história do Orkut e no fim dá uma pista de que está "construindo algo novo", afirmando que verá os usuários "em breve". 

"Dezessete anos atrás eu criei uma pequena rede social enquanto eu trabalhava no Google como engenheiro de software. Em apenas alguns anos, essa rede social se tornou o orkut.com, com mais de 300 milhões de usuários. Acredito que o orkut.com encontrou sua comunidade porque reuniu tantas vozes diversas de todo o mundo em um só lugar", comenta o engenheiro.

As saudosas comunidades, onde milhares se conectavam para falar de tópicos em comum, foram citadas por Orkut: "Nos dedicamos muito para tornar o orkut.com uma comunidade onde você pudesse conhecer pessoas reais que compartilhavam seus mesmos interesses, não apenas pessoas que curtiram e comentaram em suas fotos.

Histórico do Orkut

Lançado oficialmente em 24 de janeiro de 2004, inicialmente, o Orkut aceitava apenas pessoas convidadas por outros usuários. Quem ganhava o “bilhete” podia chamar até dez amigos, e assim por diante.

O primeiro grupo virtual, criado pelo próprio Buyukkokten, em 19 de janeiro de 2004 (três dias antes de o Orkut entrar oficialmente no ar), foi a comunidade da Stanford University.

Outra ferramenta marcante para muitos usuários eram os "scraps", enviados para o mural. Havia sites que disponibilizavam scraps temáticos e até mesmo permitiam a criação da imagem animada.

Veja a carta de Orkut na íntegra:

Sou o Orkut. 17 anos atrás eu criei uma pequena rede social enquanto eu trabalhava no Google como engenheiro de software. Em apenas alguns anos, essa rede social se tornou o orkut.com com mais de 300 milhões de usuários.
Acredito que o orkut.com encontrou sua comunidade porque reuniu tantas vozes diversas de todo o mundo em um só lugar.

Trabalhamos muito para tornar o orkut.com uma comunidade onde o ódio e a desinformação não fossem tolerados. Nos dedicamos muito para tornar o orkut.com uma comunidade onde você pudesse conhecer pessoas reais que compartilhavam seus mesmos interesses, não apenas pessoas que curtiram e comentaram em suas fotos.

O mundo precisa de gentileza agora mais do que nunca. Há tanto ódio online nos dias de hoje, e nossas opções para encontrar e construir conexões reais são poucas e bem escassas. Sempre acreditei que uma amizade é mais do que um pedido de amizade, e dediquei minha vida para ajudar milhões de vocês a construir conexões autênticas com seus vizinhos, familiares, funcionários e os belos estranhos que entram em suas vidas.

Nossas ferramentas online devem nos servir, não nos dividir. Elas devem proteger nossos dados, não vendê-los. Elas devem nos dar esperança, não medo e ansiedade. A melhor rede social é aquela que enriquece sua vida, mas não a manipula. Eu quero que você seja capaz de ser o seu verdadeiro eu, online e offline. Eu quero que você seja capaz de fazer conexões duradouras. Eu quero ajudá-lo a fazer isso com todo o meu coração.

Eu sou uma pessoa otimista. Acredito no poder da conexão para mudar o mundo. Acredito que o mundo é um lugar melhor quando nos conhecemos um pouco mais. É por isso que criei a primeira rede social do mundo quando era estudante de pós-graduação em Stanford. É por isso que eu trouxe o orkut.com para tantos de vocês ao redor do mundo. E é por isso que estou construindo algo novo. Vejo você em breve! Inscreva-se abaixo para receber atualizações e seja o primeiro a saber.


Assuntos Relacionados