Seis pontos a mais para o futebol cearense

Os times da zona de rebaixamento são useiros e vezeiros na prática de aprontar resultados inesperados

tiago nunes e vojvoda
Foto: Thiago Gadelha

Otimismo. A 22a rodada da Série A nacional coloca o lanterna e o vice-lanterna nos caminhos do Ceará e do Fortaleza, respectivamente. Assim, pela péssima colocação e pífia campanha de Chapecoense e Sport, tudo leva a crer que alvinegros e tricolores não terão muitas dificuldades na busca por três pontos, cada. O risco de um tropeço está num possível erro de avaliação. O Ceará, que enfrenta a Chapecoense, deve examinar como o lanterna ganhou de virada do Bragantino, quinto colocado, dentro de Bragança Paulista. Algo aconteceu. Então, o Vozão tem mesmo é que colocar as barbas de molho. Prevenir-se contra as surpresas. O mesmo vale para o Tricolor de Aço. O Sport está ruim. Na rodada passada, sofreu uma goleada do Atlético-MG (3 x 0) no Mineirão. O time também viu Thiago Neves pedir demissão por não mais suportar os atrasos salariais. Além disso, viu o próprio jogador expor o vexame de ter ele mesmo, Thiago Neves, que comprar itens essenciais para o clube. Nada disso, porém, entrará em campo quando o Sport enfrentar o Fortaleza amanhã. Os times da zona de rebaixamento são useiros e vezeiros na prática de aprontar resultados inesperados. Fica o aviso, pois.   

Rivalidade 

Por mais que o Fortaleza seja no momento superior ao Sport, há que respeitar a rivalidade entre os dois estados. Sempre será exceção o jogo fácil entre cearenses e pernambucanos. Não lembro quando aconteceu a última goleada no confronto entre os times daqui e os de lá. Além disso, Sport x Fortaleza é clássico. Frase antiga, mas sempre atual, diz que clássico nivela. É verdade. 

Subestimar 

A melhor vacina contra a soberba é o respeito ao adversário, pouco importando a situação delicada em que este se encontra. Não raro sofre castigo a equipe que subestima o concorrente. O Fortaleza está melhor e tem amplas condições de ganhar o jogo. Isso é uma avaliação que leva em conta a campanha de cada um. Entretanto, quando a bola rola, passa a valer os valores do momento. 

Terminou 

Ontem terminou o prazo para contratações. Agora cada equipe terá de se virar com o que tem no elenco. Contratações de última hora, por motivos óbvios, ampliam a margem de equívocos. Mas há exceções. Como costumo dizer, há jogadores que já descem do avião prontos para entrar em campo. O último exemplo que tivemos assim foi quando o Ceará contratou Charles em 2019. 

Esperança 

Hoje o Ferroviário luta por uma vaga para a próxima fase da Série C, mas não depende só dele. Em 2004, o Fortaleza, para ganhar uma vaga na Série A de 2005, teria de vencer o Avaí por dois gols de diferença e torcer por derrota do Bahia diante do Brasiliense na Fonte Nova. Aqui o Leão ganhou do Avaí por 2 a 0. E na Fonte Nova o Brasiliense ganhou (2 x 3). Leão subiu. Em futebol tudo é possível. 



Assuntos Relacionados