Projeção internacional do futebol cearense

Troféu da Libertadores e da Sul-Americana
Legenda: Libertadores e Sul-Americana estão em reta final de disputa
Foto: NATHALIA AGUILAR / POOL / AFP

Há alguns anos, a Série A nacional parecia utopia, um sonho irrealizável. Os nossos principais clubes acomodavam-se nas séries B. Pronto. Um conformismo que limitava. Quem ousaria pensar na primeira divisão? Até que um dia tudo mudou. Há cinco anos consecutivos o Ceará está na elite. Há quatro anos seguidos também o Leão na elite se estabeleceu. Hoje, nenhum torcedor cearense aceita retrocesso. Nem pensar em cair para a Série B.

Fortaleza e Ceará foram mais além: o Leão ganhou vaga na maior competição das Américas, a Copa Libertadores, e o Vozão, por dois anos seguidos, disputa a Copa Sul-Americana. Gradualmente, o mundo do futebol internacional está tomando conhecimento da existência dos nossos clubes. O Independiente, na sua própria casa, o Estádio Avellaneda, sentiu a força do Ceará. E o Colo-Colo, também em seu estádio, o Monumental de Santiago, soube quem de fato é o Leão de Aço do Pici. É claro que ainda somos iniciantes nas grandes jornadas internacionais. Um longo aprendizado ainda está por vir. Jamais duvidem da projeção dos nossos clubes no exterior. Claro, não será da noite para o dia, mas no tempo certo da maturação. 

 

Alçapão 

 

O próximo adversário do Fortaleza na Libertadores é o Estudiantes de La Plata. Isso todo mundo sabe. Mas pouco foi dito sobre o Estádio Jorge Luís Hirschi. É uma espécie de alçapão. A torcida joga junto pela proximidade com o gramado. Com a reforma concluída há dois anos, passou a ter capacidade para 30 mil torcedores. Haja pressão.   

 

PV 

 

Eu gostaria muito que o nosso PVzinho, quando foi reformado na época a administração da prefeita Luizianne Lins, tivesse tido sua capacidade ampliada para 30 mil torcedores. Sugeri, mas questões financeiras, alegadas na ocasião, impediram. Ficou com capacidade limitada a 19 mil torcedores. É pequeno para jogos de maior porte, quando dos impedimentos do Castelão. Insisto na sugestão. 

 

Vozão conhece 

 

O próximo adversário do Ceará na Copa Sul-Americana é o The Strongest, da Bolívia. O local do jogo, Estádio Hernando Siles, não é alçapão. O público fica distante do gramado, separado por uma pista de atletismo. Tem capacidade para 45 mil torcedores. No ano passado, o Ceará jogou lá e empatou com o Bolívar (0 x 0), tendo Jael perdido um pênalti para o Vozão.  

 

Nas alturas 

 

Problema é que o Estádio Hernando Siles fica numa altitude significativa: 3.660 metros acima do nível do mar. O jornal "La Razon" o descreve como sendo o estádio onde falta oxigênio, mas sobra paixão. É também chamado de Estádio Olímpico de La Paz. Em 2021, o Vozão sentiu os efeitos da altitude. Agora, mais experiente, certamente saberá administrar melhor a situação desfavorável.