Os próximos desafios do futebol cearense

Leia a coluna desta quinta-feira (4)

Imagem mostra jogador de futebol
Legenda: Leia a coluna desta quinta-feira (4)
Foto: Kid Junior/SVM

Mal termina uma jornada, a outra já lhe está batendo à porta. Nem tempo para respirar, coisa assim. O Ceará mira o Botafogo no Estádio Engenhão. É assim que a banda toca. Quem tiver coragem que se dane. E lá vai o Vozão. Separo a análise entre os jogos da Série A e os da Sula porque são competições de características bem diferentes. Um jogo de caráter eliminatório, embora agregado em duas partidas, nada tem a ver com um jogo válido por um certame de pontos corridos. A única ligação que vejo é o desgaste que provoca no outro. E nada mais do que isso.

O Botafogo (12º) e o Ceará (14º) têm o mesmo número de pontos: 24. Mas o Botafogo tem sete vitórias, enquanto o Ceará só tem cinco. São campanhas semelhantes. A vantagem do Botafogo é jogar em casa, no Engenhão. Na partida realizada no Castelão, o Botafogo surpreendeu o Ceará. Ganhou (1 x 3) com dois gols de Erison, que teve destacada atuação. Na rodada passada, o Botafogo perdeu para o Corinthians (1 x 0). O Ceará, em casa, perdeu para o Palmeiras (1 x 2). Observo que existe possibilidade de vitória do Vozão, desde que não vacile, como vacilou, quando o Botafogo o enfrentou aqui no Castelão.      

Declaração inoportuna 

O ex-técnico do Ceará, Tiago Nunes, perdeu uma grande oportunidade de ficar calado. Pegou muito mal a acusação feita por ele, segundo a qual um jogador do Ceará não cometia falta para não perder pontos no CartolaFC. O erro maior está no fato de não declinar o nome do atleta, deixando uma dúvida sobre o grupo todo.  

Acusação 

Se alguém resolve fazer uma acusação pública, deve ter a coragem de declinar o nome da pessoa alvo de sua acusação. Isso permitirá que o acusado tenha o direito de defender-se. Quando a acusação não é clara, traz uma série de prejuízos. Primeiro, lança dúvidas sobre a conduta de um grupo inteiro. Segundo, revela a pusilanimidade do próprio acusador. Isso é muito feio. 

Trabalho 

No returno do atual certame, o Fortaleza terá de repetir o que fez no turno de 2021, ou seja, ser surpreendente. Nos cinco primeiros jogos o Leão foi incrível: ganhou do Atlético no Mineirão (1 x 2), do Internacional no Castelão (5 x 1), do Sport no Castelão (1 x 0), empatou (0 x 0) com Atlético-GO em Goiânia e empatou com o Fluminense no Castelão. Faturou onze pontos em cinco jogos.   

Pontuação 

Neste returno, o Leão já faturou três pontos na vitória obre o Cuiabá. Então, teria de faturar oito pontos nos próximos quatro jogos. O Leão enfrentará o Internacional (Castelão), Ceará (Castelão), Corinthians (Castelão) e São Paulo (Morumbi). Com oito pontos a mais, iria a 26 pontos, pontuação que hoje tem o São Paulo em décimo lugar. Terá de empreender reação assim.  



Assuntos Relacionados