Os finalistas da Copa do Brasil

A realidade da Copa do Brasil é diferente. Nem sempre os poderosos vencem

fortaleza tom barros
Legenda: O Fortaleza está em condições de surpreender os favoritos da Copa do Brasil
Foto: Kid Júnior

É inegável que a opinião quase unânime aponta o Atlético-MG e o Flamengo como os finalistas da Copa do Brasil de 2021. Se valesse antecipação assim, nem precisaria haver semifinal. Athletico-PR e Fortaleza já abdicariam, abrindo espaço para os supostos finalistas fazerem a festa. Mas a realidade da Copa do Brasil é diferente. Nem sempre os poderosos vencem.

Seis times considerados médios já derrubaram gigantes na decisão do título. Em 1991, o Criciúma ganhou o título, decidindo com o Grêmio. Em 1999, o Juventude foi campeão, decidindo o título com o Botafogo. Em 2004, o Santo André sagrou-se campeão, ganhando do Flamengo perante 72 mil torcedores no Maracanã. Em 2005, o Paulista sagrou-se campeão diante do Fluminense em São Januário. Em 2008, o Sport sagrou-se campeão diante do Corinthians, na Ilha.

Em 2019, o Athletico-PR ganhou o título de campeão diante do Internacional. Nessas seis decisões, os times grandes, Grêmio, Botafogo, Flamengo, Fluminense, Corinthians e Internacional eram considerados favoritos absolutos. Perderam. Agora, Atlético de Minas e Flamengo são apontados favoritos para a grande decisão. A conferir, como diria o jornalista Ivan Bezerra.  

Testemunhas  

Dois profissionais, que hoje estão no nosso futebol, participaram de times médios vencedores da Copa do Brasil. Em 2006, o técnico do Ferroviário, Anderson Batatais, foi o zagueiro capitão do Paulista quando conquistou a Copa do Brasil diante do Fluminense. E o técnico do Ceará, Tiago Nunes, em 2019, foi o treinador do Athletico-PR que ganhou o título no Beira-Rio diante do Internacional.  

Ousar 

O Fortaleza está em condições de surpreender. Está sim. Não entra como favorito na semifinal. A responsabilidade está do outro lado, pois o Atlético-Mg, além de incluído no rol dos grandes do Brasil, faz atualmente notável campanha na Série A (é o líder) e é semifinalista da Libertadores. O time está voando. Cabe ao Leão ousar. E encarar de frente a nova situação. 

Única chance 

O Estado do Ceará teve uma única chance de ganhar a Copa do Brasil. Em 1994. O Ceará decidiu o em Porto Alegre. O Grêmio ganhou (1 x 0). Empate de 1 x 1 daria o título ao Ceará. Até hoje o árbitro Roberto Godoy é acusado de ter prejudicado o Ceará. Aos 31’,2º, não marcou pênalti legítimo em Sérgio Alves e ainda o expulsou. Depois expulsou Victor Hugo, do Ceará. Eu estava lá. Um absurdo. 

Campeão 

O técnico do Ferroviário, Anderson Batatais, quando zagueiro do Paulista, foi campeão da Copa do Brasil em 2005. Anderson, capitão da equipe, teve destacada atuação, principalmente quando o Fluminense, que precisava vencer, partiu com tudo para cima do Paulista. No jogo de ida o Fluminense havia perdido por 2 x 0 no Estádio Jayme Cintra, em Jundiaí. Batatais deu show.