Novo momento desafiador

Ceará e Fortaleza protagonizam mais um duelo na atual temporada. É inegável que os tricolores atravessam um melhor momento

Mascotes
Legenda: Mais uma vez, por conta da pandemia, os mascotes de Ceará e Fortaleza representarão suas torcidas no Castelão

Mais um Clássico-rei. O ano de 2021 tem sido pródigo em Clássico-rei. Em todos prevaleceu o equilíbrio, com alternância de domínio. Em março, dia 3, pela fase de grupos da Copa do Nordeste, houve empate (0 x 0). Na época, Enderson Moreira era o treinador do Fortaleza. Guto já comandava o Ceará. O segundo confronto aconteceu no dia 15 de maio, pela segunda fase do Campeonato Cearense. O Fortaleza venceu (0 x 2), gols de David e Jussa. O técnico tricolor já era Juan Pablo Vojvoda. A terceira partida, no dia 23 de maio, foi a final do Campeonato Cearense. O Leão jogava pelo empate e conseguiu seu objetivo (0 x 0): tricampeão estadual. O quarto clássico-rei do ano aconteceu no dia 2 de junho, exatamente dada de 107 anos do Ceará. Novo empate (1 x 1). Clebão fez o gol do Ceará. Wellington Paulista empatou para o Fortaleza. Agora, na quinta-feira, dia 10 de junho, o jogo em que um deles dará adeus à Copa do Brasil. Situações diferentes: o Ceará passa por uma transitória incerteza. A derrota para o Santos acendeu o sinal de alerta. O Fortaleza está no embalo de um baile dado no Inter-RS; o Ceará, na frustração de uma derrota para o Santos. Mas, quando os dois se encontram, só Deus sabe...   

Indefinição 

O Ceará, não obstante a ótima estreia com vitória (3 x 2) sobre o Grêmio, parece sempre em busca de uma definição. A cada jogo, Guto Ferreira tenta encontrar a formação ideal. Assim, surpreendeu com Gabriel Lacerda na zaga, quando Klaus e Jordan eram tidos como mais cotados. Surpreendeu com  Vina e Jorginho juntos. A oscilação inquieta. 

Compacto 

Juan Pablo Vojvoda tem conseguido boa produção no comando do Fortaleza. Ele também surpreende com formações fora do foco da mídia. Ainda assim, seu trabalho de povoar a meia-cancha tem dado bons resultados. O grupo dá sinais de que assimilou rapidamente o que quer o argentino. Pikachu faz a diferença. Crispim em alta. 

Aspecto psicológico 

Claro que o Fortaleza está vivendo um momento mais favorável. Além de ganhar o tricampeonato estadual, justo em confronto direto com o Ceará, obteve dois belos resultados na Série A, onde ostenta a condição de líder. O Vozão vem sob pressão. O próprio técnico Guto Ferreira tem se mostrado insatisfeito. E, não raro, sem explicações. 

Nivelamento 

Apesar da situação bem diferente entre os dois rivais, sempre será uma incógnita o resultado. Nos quatro jogos aqui mencionados, em nenhum houve amplo domínio. Alternância de controle de lado a lado. Foram três empates e uma vitória tricolor. Clássico nivela. E, certamente, mais uma vez o equilíbrio predominará. 

 

  



Assuntos Relacionados