Não é hora de mudar de treinador

Confira a coluna desta quarta-feira (26)

Legenda: Vojvoda tem mais de cem jogos dirigindo o Fortaleza
Foto: KID JUNIOR

O futebol brasileiro é o que, no mundo, apresenta a maior rotatividade dos treinadores de futebol. Se perder três jogos seguidos, vai para o cadafalso. Se perder quatro, é degolado. É a política do resultado: ganhou, fica; não ganhou, sai. Pouco importa o trabalho que está sendo realizado. Um dos injustiçados pelo Ceará foi o técnico Guto Ferreira. O Vozão estava em oitavo lugar na Série A. Ótima posição. Assim mesmo, demitiram o Guto. Agora o questionamento é sobre o técnico do Fortaleza, Vojvoda. Ele experimenta no Leão delicado momento.

Mas a minha opinião é incisiva: não é hora de mudar de treinador. Não resolve. Dirão talvez: você quer esperar que o clube caia para depois demitir o treinador? Não. É exatamente o contrário: eu quero que o clube reaja para não demitir o treinador. O técnico não é sozinho o culpado por todos os desatinos que o clube vem passando. Pelo contrário: a culpa é dividida por todos. Claro que um dia o técnico Vojvoda deixará o clube. Ele não tem contrato perpétuo com o Leão. Chegará o momento natural do divórcio. No momento atual, porém, mandá-lo embora seria uma precipitação. Tudo tem o tempo certo. O de demitir Vojvoda não chegou. 

 

Exemplo 

 

O Fortaleza teve uma relação muito especial com o técnico Rogério Ceni. Ele entrou para a história do clube, numa interação que jamais outro treinador teve com a torcida. Amado, idolatrado. Foi responsável pela maior reviravolta do clube nos últimos anos. Um dia também a relação acabou. E de forma natural como deve ser. Faz parte. Mas tem o tempo certo. 

 

Força paulista 

 

O Ceará vai pegar pesado. Sábado, dia 30, recebe o Palmeiras no Castelão. Foi exatamente diante do Palmeiras que o Ceará fez sua melhor apresentação na atual Série A. Um primor de exibição. Dentro do Allianz Parque, o Ceará ganhou bonito (2 x 3). Nem tomou conhecimento do Palmeiras. Quebrou a invencibilidade do Palmeiras este ano em casa.    

 

Diferença 

 

No momento, as circunstâncias são bem diferentes. O Palmeiras cresceu na competição. O Verdão faz campanha excelente, líder com 39 pontos. O Ceará, pelo contrário, oscilou muito. Desceu aos infernos da zona de rebaixamento. Reagiu. Saiu da zona, mas continua variando muito. Seu jogo passado em Caxias do Sul foi muito ruim.  

 

São Paulo 

 

Quatro dias depois do jogo com o Palmeiras no Castelão, o Ceará enfrentará o São Paulo no Morumbi (Copa Sul-Americana). Dois confrontos com o melhor do futebol paulista. Na Série A, o São Paulo (10º) tem apenas dois pontos a mais que o Vozão (12º). O São Paulo, 26 pontos; o Ceará, 24. Ambos têm o mesmo número de vitórias (5). O São Paulo também tem oscilado muito.