Futebol cearense no âmbito internacional

Os times locais já fizeram várias excursões ao exterior em décadas passadas, mas a experiência no âmbito internacional é mínima. Desta feita, o Ceará realizará três jogos oficiais pela Sul-Americana

Fortaleza x Independiente
Legenda: No ano passado, ficou o sentimento de frustração do Fortaleza com a classificação do Independiente, na Arena Castelão, no fim do jogo
Foto: Thiago Gadelha

Lá vamos nós. A Sul-Americana outra vez. Em 2020, o Fortaleza quase avançou diante do Independiente da Argentina. Aquele gol miserável, gol contra de Bruno Melo, já nos acréscimos, foi castigo. O Leão injustamente ficou ali. O Ceará agora entra na fase de grupos. Tem três jogos internacionais garantidos. Mais visibilidade lá fora. Entretanto, para passar à outra fase, terá de ser o primeiro do grupo. Que busque seu objetivo. A experiência do futebol cearense no âmbito internacional é mínima. A rigor, a maior de todas foi a do Fortaleza diante do Independiente da Argentina. Antes disso, na década de 1960, ocorreram amistosos internacionais do Fortaleza em Paramaribo, capital do Suriname. Lá o Leão ganhou do Leo Victor (1 x 4), do Robin Hood (1 x 3) e perdeu para a Seleção do Suriname (1 x 0). Há notícias de excursões do América-CE, que visitou vários países da América Central. Na época, décadas de 1980 e 1990, o Mequinha era presidido pelo jornalista e empresário Alberto Damasceno. Faltam dados precisos sobre tais temporadas. Até hoje nenhum time cearense atuou na Europa. Pelo menos, não é do meu conhecimento. Um dia certamente chegaremos lá.    

Olha ele aí 

Nenhuma surpresa para mim o golaço que Yago Pikachu marcou, dando a vitória do Fortaleza diante do Ypiranga. Ele pode oferecer muito mais. Acompanhei toda a trajetória dele no Vasco. Versátil. Tem a lateral-direita como referência, mas joga na frente com desenvoltura. Pode dar muitas alegrias ao Leão. 

Comparação 

Comete um equívoco quem faz análise comparativa entre o Fortaleza que venceu o Bahia, produzindo futebol convincente, com o Fortaleza que, sem repetir o padrão, eliminou o Ypiranga. É difícil em três dias o time manter a intensidade. E mais: jogo eliminatório difere muito dos jogos classificatórios. 

Evolução 

Importante é que o Leão vai alcançando seus objetivos. Antes havia a preocupação porque confuso na proposta e na execução. Agora já se vê nitidamente o que o time quer. Contra o Ypiranga, controlou a situação e teve proposta definida. Sentiu as dificuldades naturais diante de uma forte marcação.  

Modismo 

Há modismos que me incomodam. Detesto o nome Arena com que passaram a chamar os estádios de futebol. Um tal de modelo Fifa. Mas alguns países resistiram. A Espanha manteve o nome Estádio no Santiago Bernabéu, no Camp Nou e nos demais. Na França, Stade de France. Na Inglaterra, Wembley Stadium. Aqui, Arena Castelão. Arena... Isso eu não aceito. Estádio Castelão, sim.