A retomada de cada um

No returno os cuidados terão de ser redobrados. A margem de erro fica bastante reduzida

ceará e fortaleza
Foto: Fabiana de Paula e Kid Júnior

A Série A nacional entra hoje no returno. Começa tudo outra vez, mas com o mando de campo invertido. O campeão simbólico da primeira volta foi o Atlético-MG, que na estreia perdeu (1 x 2) de virada para o Fortaleza em Belo Horizonte. No transcorrer da competição, aprumou o xote. E está aí, líder absoluto com 39 pontos. Amanhã, os dois se reencontram em circunstâncias bem diferentes. O Fortaleza questionado, após cinco jogos sem vencer. O Atlético embalado, disposto a ampliar a margem que o separa do Palmeiras. Ótimo momento para o Leão mostrar se há na verdade os primeiros sinais de desgaste ou se os recentes resultados são decorrentes de oscilação passageira. Também na retomada está o Ceará, que trouxe o técnico Tiago Nunes, após a saída de Guto Ferreira. Enfrenta o Grêmio, vice-lanterna. Aliás, nesta altura do campeonato, pouco importa a posição dos concorrentes. Os jogos serão mais difíceis. E o jogo em Porto Alegre não será diferente. O Grêmio luta contra o fantasma do rebaixamento. Fantasma que o atormenta desde a estreia, quando perdeu para o Ceará (3 x 2). Depois disso, nunca mais o Grêmio teve sossego. Foram tropeços em profusão. 

Mais atenção 

No returno os cuidados terão de ser redobrados. A margem de erro fica bastante reduzida. Pontos perdidos não poderão ser recuperados. É tudo muito instantâneo. Já vi time desonerar, após brilhar no turno. E já vi time crescer, após campanha pífia na primeira fase. É uma incógnita. Conseguirá o Fortaleza manter-se no G-4? No momento é impossível responder a tal indagação. 

Encostou 

Observem como o time do Cuiabá avançou. Quando enfrentou o Ceará, o Cuiabá estava na zona de rebaixamento (18º). Hoje está na 11ª colocação, com o mesmo número de pontos do Ceará (24 pontos). Hoje o Cuiabá enfrenta o Juventude em Caxias do Sul. Se ganhar, passa temporariamente do Vozão. O Cuiabá empatou com o Fortaleza no Castelão na 18ª rodada. 

Posição a perigo 

O problema dos seguidos empates resulta nisso: quem ganha jogos seguidos avança. Quem só empate se ilude por não perder, mas vai gradualmente perdendo espaço. Assim o Ceará foi ficando e o Cuiabá vai chegando. Amanhã, o Ceará precisa ganhar para continuar entre os dez primeiros. Há uma incógnita sobre o Ceará de Tiago Nunes. 

Três versões 

Fim de semana de incertezas para os três maiores times cearenses. O Ferroviário estreia o técnico Anderson Batatais, que terá apenas três rodadas para recuperar o time e ganhar a classificação. O Fortaleza terá de tirar as dúvidas sobre se entrou em declínio ou não. O Ceará promete cara nova com Tiago Nunes. A conferir, pois, como diria o jornalista e narrador Ivan Bezerra.