Ceará tem 2º melhor início de ano no século e busca recorde de invencibilidade

Invicto nos 15 primeiros jogos da temporada, o Alvinegro tem a possibilidade de estabelecer a maior sequência sem derrotas em um início de ano desde 2001

ceara
Ceará tem bom aproveitamento no início de 2020 Foto: Thiago Gadelha

Antes da paralisação do futebol por conta do coronavírus, o Ceará vinha com um trabalho em ascensão. A chegada do técnico Enderson Moreira melhorou o desempenho da equipe e também os resultados. Estes, aliás, garantem uma marca positiva ao Vovô: o 2º melhor início de ano no século e a possibilidade de estabelecimento de um novo recorde.

Até aqui, em 15 jogos realizados em 2020, o Ceará venceu 7 e empatou 8. O aproveitamento é de 64,4% dos pontos disputados. A marca é excelente e o Alvinegro caminha para que possa superar a sequência realizada em 2011, que é, até hoje, a melhor nas últimas temporadas, como aponta pesquisa do Centro de Cultura, Biblioteca e Documentação do Alvinegro.

Naquele ano, foram 17 jogos de invencibilidade, com 14 vitórias e 3 empates. Aproveitamento de 88,2%. Entretanto, a maioria das partidas realizadas foram no Campeonato Cearense, enquanto na atual temporada, a maior parte dos jogos foi pela Copa do Nordeste (7 ao todo), contra adversários de maior grau de dificuldade, e também teve três duelos pela Copa do Brasil.

Detalhe importante: neste levantamento, considero somente os jogos oficiais.

Os anos de 2020 e 2011, inclusive, foram os únicos desde 2001 que o Alvinegro acumulou invencibilidade superior a 10 jogos nas primeiras partidas do ano.

Para estabelecer novo recorde, o Ceará precisa ficar sem perder por mais três jogos, quando a bola voltar a rolar.

Desafio de Guto

A missão de manter e melhorar os resultados será do técnico Guto Ferreira. Contratado para substituir Enderson Moreira, que deixou o clube para acertar com o Cruzeiro, o novo treinador comandará o Vovô no restante do ano e será o responsável por seguir no caminho de evolução que o antecessor havia começado a trilhar.

No momento, a principal preocupação de Guto, que mesmo à distância já iniciou os trabalhos, é em garantir que, durante o período de paralisação das atividades, os atletas não tenham queda na parte física.

"Se o time está invicto até aqui é porque tem qualidade. Aqueles times que conseguirem, em meio à pandemia, perder o menos de condicionamento possível, vai levar vantagem. O trabalho que estamos fazendo é para que o grupo mantenha o bom ritmo que vinha mostrando antes disso, para que a gente possa estar no mesmo ponto em que estava antes da paralisação, o quanto antes", destacou o treinador.