Detento do RJ é acusado de se passar por membro de facção para aplicar golpes em comerciantes do CE

Segundo a SSPDS, durante vistoria na cela do suspeito, foram encontrados nove aparelhos celulares, chips de diversas operadores telefônicas e drogas

Material sobre a mesa
Legenda: Na cela do detento, a Polícia encontrou nove aparelhos celulares, carregadores e diversos chips telefônicos, passará por perícia
Foto: SSPDS-CE

Um detento da Penitenciária Milton Dias Moreira, em Japeri, no Rio de Janeiro, é suspeito de aplicar golpes em pelo menos 30 comerciantes no Ceará. O homem foi localizado, nesta quinta-feira (23), após investigações da Polícia Civil do Estado (PC-CE) em parceria com a Coordenadoria de Inteligência (Coin) da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS). 

Conforme a pasta, durante vistoria na cela do suspeito, foram encontrados nove aparelhos celulares, chips de diversas operadores telefônicas e drogas.

Segundo a investigação, o presidiário ligava para as vítimas se identificando como integrante de uma facção criminosa para exigir o pagamento de valores de R$ 3 mil a R$ 5 mil para garantir a segurança do estabelecimento comercial. 

O secretário da Segurança, Sandro Caron, informou que foi descartado qualquer envolvimento do suspeito com organizações criminosas. "Os cidadãos devem entrar em contato com a Polícia para denunciar. Todos os casos serão agrupados em um único inquérito", apontou, durante coletiva.  

Foto da coletiva
Legenda: Os detalhes do trabalho policial foram divulgados na tarde de hoje (23), em coletiva de imprensa, na sede da SSPDS
Foto: SSPDS-CE

Houve vítimas em Caucaia, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF) e nos seguintes bairros da Capital: 

  • Barra do Ceará
  • Cidade 2000
  • Conjunto Ceará
  • José de Alencar
  • Lagoa Redonda
  • Meireles
  • Messejana
  • Papicu
  • Sapiranga
  • Vila Velha

O caso segue em investigação para identificar se houve a participação de outros envolvidos. O suspeito, que já cumpre pena por tráfico de drogas, responderá a novo processo por crime de estelionato.  

Como denunciar

A população pode contribuir com as investigações, por meio do registro de Boletim de Ocorrência (BO), que pode ser feito, presencialmente, ou por meio da Delegacia Eletrônica (Deletron). A Deletron atende todo o Ceará.

As denúncias também podem ser encaminhadas para o número 181, o Disque-Denúncia da SSPDS, ou para o Whatsapp (85) 3101-0181.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre segurança