Projeto pretendia melhorar a economia do Município

Legenda: A cabeça ficou separada do corpo porque houve um erro de cálculo na obra. Depois disso faltou dinheiro para concluí-la, relata a apresentação do Complexo Religioso de Santo Antônio, elaborado para apresentar publicamente a nova proposta

Caridade. A ideia de construir a réplica no ponto mais alto da cidade foi do ex-prefeito de Caridade, Raul Linhares Teixeira. Ele governou o Município no início da década de 1980. Figura carismática na Cidade, resolveu buscar recursos para minimizar o sofrimento dos seus munícipes, agricultores dependentes das lavouras de sequeiro, num lugar onde costuma chover pouco. Preocupado em erradicar a miséria do seu povo, solicitou um estudo ao governo do Estado. No diagnóstico, apareceu, em primeiro lugar, o turismo religioso. Surgia o projeto de Santo Antônio de Caridade.

> Estátua de Santo Antônio será a maior do País 
 
A proposta foi encaminhada ao professor Alexandre Diógenes, da Universidade Federal do Ceará (UFC) e ao escultor e artista plástico Franzé D'Aurora. Eles elaboraram o projeto da estátua. Apesar das inúmeras dificuldades, principalmente financeiras, a obra foi tocada. Todavia, apesar da utilização de nova tecnologia para a época, o professor constatou, quando o monumento já estava praticamente construído, que precisaria de um reforço interno, devido à intensidade dos ventos no serrote. Havia riscos, se a cabeça fosse instalada sem a estrutura de apoio. E a verba acabou. Esse breve histórico é relatado na apresentação do Complexo Religioso de Santo Antônio, para apresentar a nova proposta.
Você tem interesse em receber mais conteúdo da região do Ceará?