Uma temporada de conquistas no futebol cearense

Lance do Clássico Rei entre Ceará e Fortaleza
Foto: KID JUNIOR

O ano 2021, que hoje termina, deixa a marca inigualável do êxito alcançado pelo futebol cearense no âmbito nacional. Há alguns anos, predominava a agonia para não cair. Era preciso chamar o técnico Lisca doido, especialista em salvar equipes penduradas. Aliás, de doido o Lisca não tem nada. Coisas que ficaram para trás. Hoje é a comemoração por ver o Fortaleza na Copa Libertadores da América, fato inédito. Comemoração por de ver o Ceará pela segunda vez consecutiva na Copa Sul-Americana.

Os nossos representantes, além de permanecerem na elite, superaram vários dos chamados grandes times do futebol brasileiro. Na Série A, à frente do Fortaleza, apenas Atlético-MG (campeão), Flamengo (vice-campeão) e Palmeiras. O Ceará deixou para trás Internacional, São Paulo e Grêmio. Isso, há algum tempo, era utopia. Hoje é realidade cristalina.

Em janeiro, começo do ano, o planejamento inicial era permanecer na elite. Com o correr da competição, ficou claro que Fortaleza e Ceará poderiam avançar para metas mais ousadas. Vimos os demais times do Nordeste em declínio. Na primeira divisão brasileira, apenas Fortaleza e Ceará seguraram a barra da região. No futebol, uma temporada inesquecível.

O melhor 

O técnico do Fortaleza, Juan Pablo Vojvoda, chegou aqui em maio deste ano. Um nome desconhecido. Missão: fazer a torcida do Fortaleza entender que o Leão não poderia ficar eternamente dependendo de Rogério Ceni. Pois Vojvoda surpreendeu. Não superou Ceni no número de conquistas, mas alcançou uma meta que Ceni não conseguiu: uma vaga na Libertadores. 

Fim de caso 

O Ceará mandou embora o treinador Guto Ferreira. Certo ou errado? Eu não o teria demitido. Mas o futebol é feito de momentos assim mesmo. Gratidão no futebol é coisa rara. Nada contra Tiago Nunes que, apesar dos indecisos momentos iniciais, acabou ajustando o grupo,garantindo o time na elite e na Copa Sul-Americana.   

Repetição 

A pergunta que eu mais tenho escutado é: terá o Fortaleza condições de novamente chegar no G-4 em 2022? É difícil responder porque dependerá de uma série de fatores. Desta vez não haverá o aspecto surpresa que beneficiou o Leão na temporada 2021. Agora, todos já estarão mais prevenidos quando forem enfrentar o Fortaleza. Quero crer que a escalada 2022 será muito mais difícil. 

Contratações

Não sou de analisar contratações pelo currículo dos atletas. Prefiro analisar o momento do jogador e as circunstâncias que ele enfrentava no clube anterior. Como isso,é quase impossível saber, pois envolve aspectos internos nem sempre detectáveis, opto por esperar pela produção em campo. Tempo para as devidas devidas adaptações.